24 de Julho, 2019 - 11:20 ( Brasília )

Terrestre

Integrantes do Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação do Exército conhecem Ecossistemas de Inovação


De 15 a 19 de julho, o Exército Brasileiro, por intermédio do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), realizou a 17ª Edição da Imersão Brasil em Ecossistemas de Inovação da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI)/Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A atividade teve o objetivo de difundir a cultura da inovação e levantar as possibilidades e limitações em atividades de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) dos chamados ecossistemas de inovação. As imersões em ecossistemas de inovação da MEI/CNI são atividades tradicionais da Confederação Nacional da Indústria, organizadas e executadas pela Mobilização Empresarial pela Inovação.

A edição atual das imersões endereçou os interesses de Ciência, Tecnologia e Inovação do Exército. A atividade foi elaborada por meio de tratativas realizadas pelo Sistema Defesa, Indústria e Academia de Inovação (SisDIA) junto à MEI/CNI, sob orientação do Estado-Maior do Exército (Escritório de Projetos do Exército e 4ª Subchefia do EME) e planejadas com foco nos Programas Estratégicos da Força Terrestre. As atividades de imersão foram divididas ao longo da semana, passando pelas cidades de Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Salvador (BA), em visitas a apoios logísticos locais, com o objetivo de vivenciar as particularidades de cada ambiente de inovação.

Em Porto Alegre, foram conhecidas as possibilidades do Instituto SENAI de Inovação (ISI) em Engenharia de Polímeros, do SAP Labs Latin America e do ISI Soluções Integradas em Metalmecânica.

Em Florianópolis, a programação incluiu visitas ao ISI Sistemas de Manufatura e Processamento a Laser, ISI Sistemas Embarcados, Instituto da Indústria, ISI Biossintéticos/RJ e à Fundação CERTI.

Na capital paulista, foram visitadas as instalações da IBM Research Brazil e da empresa TOTVS. Também ocorreu um painel sobre a 4ª Revolução Industrial e a Segurança Cibernética. Já em Belo Horizonte, as visitas foram realizadas no CSEM Brasil, Centro de Inovação e Tecnologia (CIT) SENAI/FIEMG, ISI Metalurgia e Ligas Especiais e ISI Engenharia de Superfícies.

Foram apresentados três projetos de interesse para o Exército: o Túnel Balístico, projeto com foco em Defesa na Universidade Federal de Lavras e o Guarani. A jornada de visitas foi encerrada em Salvador, no SENAI CIMATEC, com o fechamento das experiências e imersões em ecossistemas de inovação.

Foto: Sebastião Jacinto Júnior - SENAI/CIMATEC


ÚLTIMAS

Terrestre

MAIS LIDAS