03 de Maio, 2019 - 10:45 ( Brasília )

Terrestre

Em Cruz Alta, sargentos-alunos aplicam conhecimentos em exercício tático no terreno Sgt Max Wolf Filho


No período de 25 a 30 de abril, foi realizado, na Escola de Aperfeiçoamento de Sargentos das Armas (EASA), o Exercício Tático no Terreno Sargento Max Wolf Filho.

Após ambientação realizada na EASA, os sargentos-alunos se dirigiram ao Campo de Instrução de Cruz Alta, a fim de aplicar os conhecimentos adquiridos em sala de instrução sobre as Operações Defensivas e Operações Ofensivas, preconizados pela doutrina militar terrestre.

Além do objetivo principal, que é o aperfeiçoamento do sargento das Armas do Exército Brasileiro, o exercício no terreno proporciona a oportunidade de integração entre as funções de combate da Força Terrestre, pois as atividades conduzem o militar a entender e visualizar como são empregadas cada uma dessas.

Essa atividade possibilita, ainda, o compartilhamento dos conhecimentos e das experiências entre os sargentos-alunos, além de promover o pensamento crítico necessário ao líder de pequenas frações e do assessor dos Estados-Maiores das organizações militares operacionais do Exército Brasileiro.

Capacitação constante das equipes de auditoria na 5ª Região Militar gera redução de gastos com a saúde



A gestão eficiente é meta em todas as áreas do Comando da 5ª Região Militar (5ª RM), mas é na saúde que os esforços são redobrados. Atender à família militar com excelência e ao mesmo tempo diminuir gastos só é possível com uma equipe de auditores de contas médicas capacitada e ágil.

Com a uniformização dos processos, regulação de auditorias, contratos bem elaborados, aumento de encaminhamentos para o Hospital Geral de Curitiba (HGeC) e Hospital da Guarninção de Florianópolis (HGuFl) e negociação de valores de procedimentos eletivos, a União economizou com contas médicas nos estados do Paraná e Santa Catarirna.

Entre a projeção de gastos para o ano de 2018 e o que foi pago, o resultado foi de uma economia de 30%. A glosa também diminuiu de 6% no ano passado para 4,5% em 2019. A 5ª RM também diminuiu o tempo de processamento das contas com o emprego dos auditores que foram capacitados e treinados para a atividade.

Evolução e Capacitação

A evolução e complexidade dos atendimentos exigem o aprimoramento da gestão e regulação dos serviços de saúde. Além da Auditoria Médica, negociações de pacotes para procedimentos, sistemas de Acreditação Hospitalar e a centralização de certames para aquisição de materiais também emergem como instrumentos que favorecem o equilíbrio financeiro das unidades.

Pelo terceiro ano consecutivo, a 5ª RM realiza Estágio de Capacitação em Auditoria de Contas Médicas com a participação de representantes das Unidades Gestoras vinculadas nos dois Estados da Federação.

O resultado das capacitações pode ser observado com a gestão eficiente e economia. Para manter os bons indicadores, mais de 50 profissionais das 20 guarnições da 5ª RM, por três dias (24, 25 e 26 de abril), participaram de intensa atividade de aperfeiçoamento em normas técnicas, auditoria concorrente, uniformização de processos, auditoria retrospectiva, home care, honorários profissionais e legislação, restrituições e ressarcimentos do FuSEx.

O objetivo do estágio foi capacitar militares para que possam realizar o processo de controle e qualidade nos serviços de saúde, evitando fraudes e excessos de gastos, garantindo o alto padrão dos serviços prestados aos usuários do Sistema de Saúde do Exército Brasileiro, além de orientar os auditores a trabalhar de forma correta com as ferramentas e sistemas disponibilizadas pela Diretoria de Saúde.