Ministro José Mucio fala sobre projetos estratégicos da Defesa em audiência no Senado

Por Isabela Nóbrega / MD

Nesta quinta-feira (04), o Ministro da Defesa, José Mucio, atendeu a convite da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), do Senado Federal, para falar sobre os projetos e as perspectivas da Defesa e das Forças Armadas. Os comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica acompanharam o titular da pasta e apresentaram dados sobre a atuação de cada Força na soberania do País e em ações de apoio à sociedade. A audiência também contou com a presença do Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas.

Na ocasião, o Ministro agradeceu o convite e destacou o papel da Defesa, que vai além da garantia da soberania do País. “A Marinha, o Exército e a Aeronáutica desempenham papel relevante, não apenas na função primordial de defesa da soberania nacional, mas em variada gama de atribuições que realizam, diuturnamente, em benefício da Nação e da sociedade, com amplo reflexo no bem-estar, na segurança, no desenvolvimento do País e na vida dos brasileiros”.

José Mucio também falou sobre a relevância dos programas e dos projetos estratégicos de Defesa, para prover a segurança do Estado brasileiro. “O Ministério da Defesa e as Forças Armadas também são desenvolvedoras de projetos estratégicos para a defesa do Brasil. Esse portfólio de ações busca permitir ao País que se mantenha com elevado poder de dissuasão, com tecnologia militar compatível e com efetivos profissionalizados”, disse. Pontuou, ainda, que, “no Ministério da Defesa, foram eleitos os setores nuclear, cibernético e espacial como os prioritários”.

Em relação à Base Industrial de Defesa (BID), o chefe da pasta ressaltou a contribuição do setor para o desenvolvimento do País. “De igual maneira, a atividade militar produz benéficas repercussões na nossa economia. A indústria de defesa brasileira apresenta-se com produtos competitivos, fábricas tecnologicamente capacitadas, além da inserção de programas na área acadêmica nacional e na geração de renda, de empregos e de qualidade de vida para o povo brasileiro. A BID do Brasil, atualmente, conta com cerca de 2,9 milhões de trabalhadores, sendo 1,6 milhão de empregos diretos e 1,3 milhão de indiretos”, pontuou.

Comandante participa de audiência na Comissão de Defesa Nacional do Senado

O Comandante do Exército Brasileiro, General Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, participou de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal. A reunião também contou com a participação do Ministro da Defesa, José Múcio Monteiro Filho, do Comandante da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, e do Comandante da Força Aérea Brasileira, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno

A audiência foi uma oportunidade para que os comandantes das três Forças expusessem as características, potencialidades e necessidades de suas instituições aos parlamentares que integram a Comissão. Na reunião, o General Tomás discorreu sobre a estrutura do Exército e detalhou alguns dos Programas Estratégicos da Força. O Comandante também expôs números que caracterizam a atual situação do Exército e apontou conquistas, desafios e necessidades da Instituição. 

O general abordou ainda a prontidão da tropa no apoio à população – como no caso das enchentes que atingiram a população em São Sebastião (SP) – e a abordagem estratégica do Exército, baseada nos princípios Presença, Cooperação e Dissuasão. Após sua explanação, o Comandante respondeu às perguntas dos parlamentares da Comissão. 

Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional – A CRE é composta por 19 membros e faz parte das 14 comissões permanentes do Senado Federal. No início de cada sessão legislativa, são promovidas audiências públicas com a participação dos ministros da Defesa e das Relações Exteriores, para prestação de informações sobre as respectivas áreas de competência. A promoção da audiência com o Ministro da Defesa atendeu a requerimento (REQ 3/2023 — CRE) do senador Renan Calheiros (MDB-AL), presidente da CRE.


Compartilhar:

Leia também

Inscreva-se na nossa newsletter