COBERTURA ESPECIAL - Tecnologia Disruptiva - Naval

09 de Outubro, 2021 - 20:00 ( Brasília )

Futuro Veículo de Superfície Não Tripulado da Marinha realiza sua primeira navegação



 

Centro de Comunicação Social da Marinha
08 OUTUBRO 2021

 
Nesta semana, a Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM), por meio do Centro de Análises de Sistemas Navais (CASNAV) e Instituto de Pesquisas da Marinha (IPqM), Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICT) subordinadas ao Centro Tecnológico da Marinha no Rio de Janeiro (CTMRJ), e contando com o apoio dos Aspirantes do Grêmio de Ciência e Tecnologia da Escola Naval (EN), realizou a primeira navegação simples (sem a intervenção de um timoneiro) do futuro Veículo de Superfície Não Tripulado (VSNT), nas proximidades da Baía de Guanabara.
 
Esse trabalho sinérgico, idealizado pelo CTMRJ, é fruto da prospecção tecnológica na área de conhecimento “Veículos Autônomos”, que visa fomentar a pesquisa tecnológica aplicada interna e externamente à Marinha.

O IPqM, em parceria com a empresa EMBRAER, participou de um projeto de pesquisas fomentado pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) voltado para a área de fusão de dados navais (SDFDAN). Na oportunidade, adquiriu uma embarcação de pesquisas de elevada complexidade tecnológica a fim de cumprir tarefas específicas de coleta de dados móveis em ambiente marítimo.

Com o encerramento das atividades do projeto SDFDAN, esse complexo recurso laboratorial tornou-se ocioso. Assim, o CTMRJ vislumbrou uma oportunidade de utilizá-lo como laboratório para a conversão em um VSNT.




Futuro Veículo de Superfície Não Tripulado da Marinha realiza sua primeira navegação


Por meio de uma cooperação entre as mencionadas ICT e o apoio da Diretoria-Geral de Navegação (DGN), da EN e do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), a lancha URCA-III está atualmente submetida a uma fase de revitalização e estudo pelos técnicos da Marinha.

O objetivo consiste no desenvolvimento de um protótipo cuja operação será, numa primeira fase, remotamente controlada e, posteriormente, autônoma. O viés desse projeto é acadêmico e didático, servindo para oferecer um laboratório flutuante para Universidades e organizações militares do Sistema de Ensino Naval (SEN), que utilizam uma tecnologia inovadora no âmbito da Defesa e de complexa operacionalização em campo.

Os resultados iniciais encontrados pelo CASNAV e pelo IPqM revelam que a montagem de uma arquitetura aberta para pesquisas embarcadas em uma embarcação miúda é exequível e de baixo custo, despertando interesse de pesquisadores e alunos, de Universidades e Centros de Instrução, entre os quais destacam-se UFRJ, UFF, USP, PUC-Rio, EN, CIAGA, Centro de Instrução Almirante Wandenkolk, Centro de Instrução Almirante Alexandrino e o Centro de Instrução e Adestramento Almirante Radler de Aquino.

O CTMRJ é uma organização militar subordinada à DGDNTM responsável pela gestão de projetos científicos e tecnológicos não nucleares da Marinha. O Centro contribui para o contínuo aprimoramento do Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação da Marinha, na busca incessante dos mais avançados conhecimentos tecnológicos, visando ao fortalecimento do Poder Naval brasileiro.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


PCC - Gangues

PCC - Gangues

Última atualização 19 OUT, 00:22

MAIS LIDAS

Tecnologia Disruptiva