COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Aviação

02 de Julho, 2022 - 11:40 ( Brasília )

DCTA acompanha rastreamento de veículo espacial no CLBI

A comitiva acompanhou, da Estação de Telemedidas do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, o rastreamento do veículo ARIANE VA-257, lançado do Centro Espacial Guianês, localizado em Kourou, na Guiana Francesa

DCTA, por Tenente Larissa

O Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Tenente-Brigadeiro do Ar Maurício Augusto Silveira de Medeiros, e uma comitiva composta por Oficiais-Generais do DCTA e pelo Comandante do Terceiro Distrito Naval, Vice-Almirante André Morais Ferreira, foi recebida, no dia 22/06, pelo Diretor do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), Coronel Erivando Pereira Souza, para acompanhar, da Estação de Telemedidas do CLBI, o rastreamento do veículo ARIANE VA-257, lançado do Centro Espacial Guianês (CSG), localizado em Kourou, na Guiana Francesa.

“Os dados de telemetria do Veículo foram enviados em tempo real para o Centro de Controle da Missão, em Kourou, e garantiram o monitoramento e a segurança no deslocamento do veículo Ariane para a Órbita Geoestacionária, conforme os protocolos estabelecidos pela Agência Espacial Europeia”, ressaltou o Coronel Erivando.

O VA-257 foi lançado às 18h50 do dia 22/06, horário de Brasília, transportando como carga útil dois satélites de comunicações geoestacionários: o MEASAT-3D e o GSAT-24. O primeiro pertence à Malásia e será usado nos serviços de comunicações, tais como conectividade, internet e provimento de serviços de banda larga, sobretudo para áreas rurais. O segundo pertence à Índia, e tem por objetivo prover serviço de distribuição de sinais de televisão e telecomunicações por assinatura via satélite (DTH).

Para o Diretor-Geral do DCTA, o evento comprovou a busca da Organização Militar pela soberania na forma de ciência, tecnologia, inovação. “Foi uma oportunidade única estar próximo da nossa equipe do CLBI no momento do cumprimento dessa missão, com total sucesso, e poder acompanhar in loco o profissionalismo do nosso pessoal civil e militar. Continuaremos firmes, olhando para o Espaço”, concluiu o Tenente-Brigadeiro Medeiros.

Entre os dias 22 e 23 de junho, também aconteceu a Visita Técnica do DCTA ao CLBI, liderada pelo Diretor-Geral do DCTA e composta por Oficiais-Generais do DCTA, complementada por oficiais e servidores civis, com atuação nas áreas de Segurança do Trabalho, Controle Orçamentário, Controle Interno, Infraestrutura e Patrimônio, Gestão da Inovação, Governança, Recursos Humanos, Inteligência, Tecnologia da Informação e Segurança.

A finalidade da Visita Técnica foi avaliar o desempenho técnico, operacional e administrativo, possibilitando a verificação, in loco, da Governança e da Gestão Institucional no que se refere aos ajustes necessários no andamento das ações em curso, com vistas ao cumprimento das Diretrizes do Plano Setorial/Atividades Setoriais, bem como a sua contribuição para o cumprimento da Missão do DCTA

No roteiro planejado, a comitiva, acompanhada pelo Diretor do CLBI, visitou as instalações operacionais do Centro e participou de um encontro com a cúpula da Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Norte (RN), autoridades civis e Comandantes de Organizações militares, com a proposta de estreitar e consolidar as parcerias institucionais realizadas pelo CLBI para efetivas colaborações bilaterais.

Parceria entre DCTA e UFRN

Durante a passagem por Natal, o DCTA firmou uma parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), com o objetivo de estreitar o vínculo entre os setores aeroespacial e acadêmico, visando o fortalecimento de ações estratégicas relacionadas ao ensino, pesquisas e eventos científicos. O acordo foi formalmente assinado pelo Diretor-Geral do DCTA e pelo Reitor da Universidade, Henio Ferreira de Miranda.

Segundo o Diretor do DCTA, a interação entre a Força Aérea Brasileira e universidades renomadas do país é fundamental e estratégica no que tange ao desenvolvimento científico. “A interação proporciona um ambiente propício para a pesquisa e a inovação, fomentando a capacitação dos recursos humanos e a solidificação da tecnologia", concluiu o Oficial-General.   

Fotos: CLBI


VEJA MAIS