23 de Novembro, 2021 - 10:00 ( Brasília )

SOF

Militares de Forças de Operações Especiais realizam planejamento de operações conjuntas


Mariana Alvarenga

Militares de Forças de Operações Especiais participam do Treinamento Conjunto Específico de Planejamento de Operações Especiais, no Centro de Instrução e Adestramento Almirante Áttila Monteiro Aché (CIAMA), em Niterói, no Rio de Janeiro. A atividade ocorre nesta semana, entre segunda-feira (22) e sexta-feira (26), e capacita militares de Operações Especiais no planejamento de uma Força Conjunta de Operações Especiais. O treinamento é dividido em duas fases.

Na primeira, representantes de organizações militares de Operações Especiais apresentaram palestras sobre sua atuação. Eles abordaram as capacidades operacionais das Forças de Operações Especiais da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, individualmente.

Na segunda fase, de terça (23) a sexta-feira (26), o grupo executará o planejamento tático, ou seja, será elaborada a solução para um problema militar simulado. O propósito é nivelar conhecimentos entre os integrantes das três Forças, bem como promover debates sobre o caso hipotético proposto.

O Comandante Naval de Operações Especiais, Contra-Almirante Fuzileiro Naval Claudio Eduardo Silva Dias, explicou que o preparo envolve “identificar como é a técnica, tática e o planejamento peculiar de cada Força, o que diverge uma da outra e, assim, alinhar procedimentos”. Ele ressalta que a iniciativa permitirá mais alinhamento na forma de planejar.

Um dos palestrantes foi o Coronel Mauricio Magioli, Adjunto da Seção de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa. Ele exemplificou sobre o uso de termos com significados diferentes entre os militares. “Para a Marinha, suspender é o ato de o navio desatracar do porto. Se um militar de outra Força escuta ‘o navio suspendeu’, pode pensar que a operação foi interrompida”, enfatizou.

Forças de Operações Especiais são formadas por integrantes das Forças Armadas capacitados para missões de alto risco, que exigem formação diferenciada e treinamento realista. A capacitação ora em curso é coordenada pelo Ministério da Defesa e conduzida pelo Comando Naval de Operações Especiais, da Marinha.



Fotos: Antonio Oliveira



ÚLTIMAS

SOF

MAIS LIDAS