17 de Maio, 2021 - 08:08 ( Brasília )

Segurança

O Ministério do Interior da França escolheu a Motorola Solutions para modernizar a vigilância da linha de frente com 30 mil câmeras corporais 

O projeto é uma das maiores implementações de câmeras corporais do mundo

A Motorola Solutions anunciou hoje que o Ministério do Interior da França utilizará 30 mil câmeras corporais VB400 da Motorola Solutions na Polícia Civil e Policia Militar para modernizar o policiamento. Será uma das maiores implementações de câmeras corporais, contabilizando um investimento de US$17,5 milhões, prevista para iniciar em julho de 2021.

Essa implementação ajudará o governo francês a cumprir com o objetivo de melhorar a confiança e a segurança nas atividades policiais ao garantir o uso de câmeras corporais por todos os agentes de segurança. “Manter a segurança e a integridade das interações entre a polícia e a comunidade é uma das principais prioridades da Polícia Civil e da Polícia Militar, e a tecnologia de vídeo desempenha um papel vital nessa missão”, comentou Jack Molloy, vice-presidente executivo de produtos e vendas globais.

“Após um rigoroso e competitivo processo de testes, nossas soluções estiveram no topo do ranking em desempenho, facilidade de uso e capacidade de integração aos fluxos de trabalho da polícia da linha de frente da França. Estamos orgulhosos de termos sido escolhidos como parceiros e nos comprometemos com o governo francês para um processo contínuo de inovação.”

A robusta VB400 foi criada para proteger a polícia e o público graças a sua função intuitiva de gravação e a sua bateria de longa duração, que vai além de um turno de trabalho e conta com até 12 horas de gravação. A Motorola Solutions também proporcionará uma ampla gama de acessórios, dentre as quais estão as câmeras para capacetes, que permitem que os oficiais em motos possam capturar imagens em alta definição, inclusive quando estiverem em alta velocidade.

Futuras inovações podem incluir o Holster Aware, que ativa de forma automática uma gravação e transmite ao vivo o conteúdo da câmera quando o oficial sacar sua arma, e um aplicativo compatível com Android que permite que os oficiais possam ver e classificar as imagens em campo. As câmeras usarão o software de gerenciamento de provas VideoManager, essencial para a melhoria da eficiência, já que o vídeo vem ganhando cada vez mais lugar no fluxo de trabalho das organizações.

As câmeras carregam o vídeo gravado diretamente no VideoManager, onde é armazenado de forma segura de acordo com a legislação local, com hora, data, localização e dados da ocorrência inseridos pelos oficiais. “Esta parceria é fruto de uma série de importantes implementações de câmeras corporais”, afirma Jack Molloy.

“A partir do momento em que entramos no mercado das câmeras corporais, nos tornamos rapidamente líderes mundiais graças à nossa solução diferenciada que se integra ao nosso ecossistema de missão crítica que abrange comunicações de voz, software de centro de comando e segurança analítica e de vídeo.”

Esta é a mais recente de uma série de implementações de câmeras corporais tanto em empresas como em organizações de segurança pública. Outras implementações incluem: Cooperação no Reino Unido, Polícia Metropolitana de Nashville, Polícia Nacional da România e os Serviços de Ambulâncias de Londres.