COBERTURA ESPECIAL - Russia Docs - Geopolítica

14 de Abril, 2021 - 13:20 ( Brasília )

Reporte sobre o Agravamento da Situação de Segurança na Zona de Conflito Armado Ruso-Ucraniano

Russia lança ativa ação de de desinformação em todo mundo e deslocamento de tropas cercando a Ucrânia


REPORTE SOBRE O AGRAVAMENTO DA
DE SEGURANÇA NA ZONA
DE CONFLITO
ARMADO RUSSO-UCRÂNI
ANO



· A Suprema Liderança da Rússia está tentando forçar a Ucrânia render-se completamente e alcançar: a subordinação total dela ao Moscou, reconhecimento pelo Ocidente da chamada "nova Yalta" quando a Ucrânia e todo o território pós-soviético estarão submissos à influência e domínio da Rússia.

· Vladimir Putin planeja receber o que estava buscando desde fevereiro de 2015 pelo projeto ORDLO e pelo Acordos do Minsk. Especialmente, que Kiev mude a legislação, Constituição, legalize no campo jurídico duas pseudo-repúblicas com dois corpos de exército com o apoio de Forças Especiais Russas.

· Recente apelo do Vice-Chefe da Administração Russa, D. Kozak, sobre Srebrenica, no contexto da acusação do lado ucraniano, é inacreditável em seu cinismo. O Kremlin sempre justificava esse crime do ex-presidente sérvio Milosevic tanto no governo de Ieltsin quanto de Putin. Além disso, foi Moscou que bloqueou uma decisão da ONU que condenava este crime como o crime de genocídio há alguns anos.

· Vladimir Putin decidiu jogar a carta da "pequena guerra vitoriosa". Este agravamento da situação pela Rússia em torno da Ucrânia está ocorrendo em uma queda contínua e de longo prazo dos padrões de vida e a disseminação e crescimento da insatisfação da população russa na véspera de uma grande campanha eleitoral parlamentar na Rússia (eleições parlamentaresde 19 de setembro 2021), no base do qual será formado o parlamento novo, no mandato do qual vão ocorrer  próximas eleições presidenciais russas.

· A Rússia continua a intensificar o conflito armado internacional russo-ucraniano, promovendo ativamente sua presença militar nos territórios temporariamente ocupados da Ucrânia e nas regiões da Rússia adjacentes à Ucrânia, aumentando o número de violações do regime de cessar fogo na linha de demarcação na zona de conflito em Donbass.

· Representantes diplomáticos russos no exterior e a mídia foram encarregados de cobrir e explicar as informações para comunidade mundial sobre as ações supostamente agressivas das Forças Armadas da Ucrânia e as medidas de "manutenção da paz" da Federação Russa em resposta.



Midia controlada por Moscou em atividade de propaganda / desinformação mundial 


· A Federação Russa está concluindo a preparação de um conjunto de medidas destinadas a incentivar a Ucrânia a responder militarmente às ações hostis da Federação Russa na linha de conflito das partes no leste da  Ucrânia, ampliando a presença militar da Rússia no chamado "DNR" (República Popular de Donetsk)e "LNR"(República Popular de Lugansk) devido à envio adicional de unidades regulares das Forças Armadas da Federação Russa, motivando isso com a necessidade de proteger os cidadãos russas nas repúblicas autoproclamadas.

· De acordo com informação das Forças Armadas da Ucrânia, no final de março de 2021, 28 grupos táticos à nível de batalhão (BTGr, até 600 membros cada) estavam posicionados ao longo da fronteira da Ucrânia e na Crimeia do Federação Russa. Nos territórios ocupados adicionalmente totalizando cerca de 28 mil membros, que estão agindo com apoio das tropas regulares russas e são comandadas por oficiais da ativa do exército russo (em torno de 2800 militares russos).

Embarcações de desemhbarque russo navegando pelo Rio Don em deslocamento desde o Mar Cáspio para o Mar Negro. Foto MD Rússia

· Além disso, de 12 BTGs são mantidos na região de Rostov com um período de alerta de 1 a 2 dias, o que permite uma ação imediata a uma possível ação defensiva militar da Ucrânia, se ocorrer. O Ministério da Defesa da Rússia enviou mais de 10 barcos e embarcações de desembarque e artilharia da flotilha do Cáspio para a área do Mar Negro "no contexto da crescente atividade das Forças Armadas dos Estados Unidos e seus aliados da OTAN no território da Ucrânia e no Mar Negro".

· A Rússia está aumentando gradualmente suas tropas ao longo da fronteira com a Ucrânia no norte, leste e sul, em preparação para o próximo exercício estratégico conjunto “Oeste 2021”. Conforme a investigação do grupo independente “Conflict Intelligence Team” (CIT), um novo campo militar foi montado próximo ao campo de treinamento militar de Pogonovo, na região de Voronezh,na Federação Russa. (ver fotos abaixo)




Forças russas estacionadas em POGONOVO, cerca de 150km da fronteira com a Ucrânia. Publicado por CNN, em 09ABR2021 

· Alguns meios de comunicação russos (incluindo o Kommersant), publicaram informações sobre a interrupção da "entrega de tratores" na Rússia, no final de março. Como se soube, na véspera da campanha de semeadura, os fornecedores de máquinas agrícolas na Rússia enfrentaram uma escassez de plataformas ferroviárias. Os operadores ferroviários recusaram os agricultores, citando o fato de que quase todas as plataformas (cerca de 16 mil plataformas ferroviárias universais) são no momento utilizadas para o transporte de cargas militares e especiais.

· A concentração de tropas russas perto das fronteiras da Ucrânia não tem precedentes desde 2014 e também lembra o comportamento do Kremlin na véspera da guerra de 2008 entre a Rússia e a Geórgia. O território da Geórgia foi constantemente bombardeado de posições controladas pelo governo fantoche da Ossétia do Sul. Moscou falava constantemente sobre a inadequação da liderança georgiana, sua prontidão para resolver o problema pela força e a ameaça de guerra.

·  Os órgãos russos da administração da ocupação em "DNR" (República Popular de Donetsk)e "LNR"(República Popular de Lugansk) emitiram o chamado "Decreto" sobre o recrutamento de residentes nestes territórios, de 1 de abril de 2021, para o serviço militar ("... de 1 de abril a 15 de julho de 2021 para convocação de cidadãos do serviço militar nascidos em 1994-2003, que não estejam na reserva e que estão sujeitos, respectivamente, à lei do DNR de 13 de fevereiro de 2015 ?08-IHC "Em serviço militar e recrutamento para o serviço militar).

· De acordo com o "decreto" foi aprovada a formação de força ativa e de reserva  e comissões de recrutamento de distritos, cidades. As autoridades locais, juntamente com os chamados "Comissariado Militar" foram instruídas a executar medidas de recrutamento. Eles planejam recrutar 200 jovens para o "serviço". Aqueles que não quiserem se juntar às fileiras dos grupos armados ilegais enfrentam multas (aproximadamente USD $2.500) e até prisão de dois anos.

· Hoje, o mundo inteiro está lidando com a liderança da Federação Russa, que realizou atentados terroristas em 1999 com a detonação de centenas de pessoas em seu país, o que levou ao início da Segunda Guerra Chechnya. A guerra da Rússia contra a Ucrânia terminará em um declínio acentuado nas posições externa e interna do regime de Putin.


 

Reunião na OTAN chamada de "Meeting of the Resolute Support Mission Framework Nations" durante 14 Abril 2021, Quartel General da OTAN




(Esq-Dir) Heiko Maas (Ministro Relações Exteriores Alemanha);  US Secretário de Defesa Lloyd J. Austin III; Luigi Di Maio (Ministro de Relações Exteiores Itália); US Secretário de Estado Antony J. Blinken; Mevlüt Çavuolu (Ministro de Relações Exteriores  - Turquia);  OTAN Secretário Geral Jens Stoltenberg e Dominic Raab (Secretário de Estado – Reino Unido)


VEJA MAIS