COBERTURA ESPECIAL - Rafale

07 de Março, 2021 - 18:30 ( Brasília )

Dassault – Em acidente de helicóptero morre Olivier Dassault, herdeiro do Grupo Dassault

O político e empresário Olivier Dassault, 69 anos, um dos homens mais ricos da França, morreu em um acidente de helicóptero. O deputado era dono do Grupo Dassault, fabricante entre outros dos aviões militares Rafale e executivos Falcon


INFOBAE
7 de março de 2021


Olivier Dassault, deputado e símbolo da indústria militar francesa, morreu neste domingo em um acidente de helicóptero. O bilionário, um dos homens mais ricos da França, tinha 69 anos, era dono do Grupo Dassault , fabricante entre outros dos caças Rafale, aviões executivos Falcon e dono do jornal Le Figaro.

Segundo a mídia francesa, o acidente ocorreu em um vôo particular de helicóptero Airbus Helicopter Ecureil,  ocorreu em Touques, na região da Baixa Normandia, e o piloto do helicóptero também morreu no episódio. O bilionário passou o fim de semana fora de Paris, na região de Deauville (no litoral), onde tem uma casa de férias. No vôo de volta para Oise aconteceu o acidente.

A Aviação Civil Francesa informou que o aparelho, um helicóptero Airbus Helicopter AS350 Squirrel, caiu "na decolagem", executado "de um heliporto privado". O incidente ocorreu por volta das 17h50 de domingo(hora da Paris), e uma investigação já foi aberta.

Nascido em 1º de junho de 1951 em Boulogne-Billancourt, filho de Serge e Nicole Dassault, Olivier Dassault era um dos herdeiros do bilionário francês. Atualmente, de acordo com a revista Forbes , ele estava classificado em 361º lugar entre os mais ricos do mundo, com uma fortuna estimada em quase US $ 6 bilhões.Seu pai Serge Dassault, que dirigia a empresa desde a morte de Marcel Dassault, faleceu em 2018.

Como o resto de seus irmãos, Olivier - que era o mais velho dos quatro - estudou primeiro na École de l'Air, onde se formou como oficial, engenheiro e piloto, e também foi comandante da reserva da Força Aérea.

Em 1986, após a morte de seu avô, o industrial Marcel Dassault, ingressou em duas das empresas da família (Europe Falcon Service e Dassault Aviation). Posteriormente, foi vice-presidente do grupo de imprensa Valmonde (dono da “Valeurs atuelles”), vendida em 2006; diretor do "Journal des Finances"; diretor da Socpresse, que se tornou Dassault Media dentro do Grupo Figaro em 2011; e posteriormente Presidente do Conselho de Supervisão do Grupo Dassault.

Como seu pai, Olivier Dassault também conquistou seu nicho na política, especialmente quando foi eleito deputado pela região de Oise em 1988, cargo do qual renunciou em 1997, mas foi reeleito em 2007, sempre contra seu rival socialista Yves Rome. Um mandato que manteve hoje, sob as cores dos republicanos.

Em 2017, antes da eleição presidencial, ele se posicionou a favor do candidato Emmanuel Macron contra Marine Le Pen.

O presidente Macron foi quem anunciou sua morte em uma postagem no Twitter . “Olivier Dassault amava a França. Capitão da indústria, deputado, oficial eleito local, comandante da reserva na Força Aérea: ao longo de sua vida, ele nunca deixou de servir ao nosso país, para promover seus pontos fortes. Sua morte repentina é uma grande perda. Condolências à família e entes queridos.”, Assegurou o presidente.

Além de negócios e política, Dassault era apaixonado por caça e música. Chegou a compor várias trilhas sonoras para filmes franceses, como “Une robe noire pour un tueur” (Um vestido preto para um assassino) e “Les héroïnes du mal” (as heroínas do mal).

Os Dassaults também possuem o Château Couperie que produz 46.000 garrafas de vinho por ano e uma casa de leilões, a Artcurial, com escritórios em Paris, Monte Carlo e Hong Kong e que movimenta mais de US $ 216 milhões anualmente.

Seu amigo Pierre Levai, dono das Galerias Malboroug em Nova York, costumava descrevê-lo como "um homem da Renascença do século 20, que nunca teve tempo para não fazer nada".

"Penso em sua família e entes queridos, que devem estar sofrendo terrivelmente", disse Richard Ferrand, presidente da Assembleia Nacional, a câmara baixa do parlamento na qual Dassault atuou como deputado.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Modernização FAB

Modernização FAB

Última atualização 23 OUT, 14:00

MAIS LIDAS

Rafale