COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Geopolítica

23 de Setembro, 2020 - 11:00 ( Brasília )

Na ONU, Trump exige ação contra a China pelo coronavírus, e Xi pede cooperação


O presidente norte-americano Donald Trump usou a Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), nesta terça-feira, para atacar a maneira como a China lidou com a pandemia de coronavírus, dizendo que a entidade deveria “responsabilizar a China” pelas relações relacionadas ao surto.

Em contraste, o presidente da China, Xi Jinping, adotou um tom conciliador em seu discurso virtual gravado com antecedência para a Assembleia-Geral, pedindo uma cooperação melhor em relação à pandemia e sublinhando que a China não tem intenção de lutar “nem uma Guerra Fria, nem uma quente” com qualquer outro país.

Os líderes das duas maiores economias do mundo expuseram suas visões conflitantes, com as relações em seu pior momento em décadas em meio à pandemia, e com o coronavírus agravando tensões sobre comércio e tecnologia.

Trump, prestes a encarar uma tentativa de reeleição com os EUA lidando com a maior contagem oficial de mortes pelo coronavírus do mundo, focou seu discurso em atacar a China.

Trump acusou Pequim de permitir que as pessoas saíssem da China nos primeiros estágios do surto para infectar o mundo, ao mesmo tempo em que proibiu as viagens domésticas.

“Precisamos responsabilizar a nação que soltou esta praga no mundo, a China”, disse, em comentários gravados na segunda-feira, na Casa Branca, e entregues remotamente à Assembleia Geral, por causa da pandemia.

“O governo chinês e a Organização Mundial de Saúde --que é virtualmente controlada pela China-- falsamente declararam que não havia evidência de transmissão entre humanos”, disse.

“Depois, eles falsamente disseram que pessoas sem sintomas não disseminariam a doença... a Organização das Nações Unidas precisa responsabilizar a China pelas suas ações.”

Trump diz que ONU "precisa responsabilizar China" pelo coronavírus

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse à Assembleia-Geral das Nações Unidas nesta terça-feira que o órgão “precisa responsabilizar a China por suas ações” relativas à pandemia de coronavírus.

“O governo chinês e a Organização Mundial da Saúde (OMS) --que é virtualmente controlada pela China-- declararam falsamente que não havia indicio de transmissão de humano para humano”, disse Trump.

“Mais tarde, disseram falsamente que pessoas sem sintomas não disseminariam a doença... as Nações Unidas devem responsabilizar a China por suas ações.”

Trump gravou seu discurso na segunda-feira na Casa Branca para que ele fosse exibido remotamente à Assembleia-Geral, que se reúne virtualmente nesta semana.

O presidente prometeu distribuir uma vacina e disse: “Derrotaremos o vírus, derrotaremos o vírus, e acabaremos com a pandemia” e entraremos em uma nova fase de prosperidade, cooperação e paz.

Trump, um crítico frequente da Organização das Nações Unidas (ONU), também disse que, para ser eficiente, a entidade deve se concentrar nos “problemas verdadeiros do mundo”, como “o terrorismo, a opressão das mulheres, o trabalho forçado, o tráfico de drogas, o tráfico humano e sexual, a perseguição religiosa e a faxina étnica de minorias religiosas”.


VEJA MAIS