COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Defesa

04 de Setembro, 2020 - 10:20 ( Brasília )

Militares higienizam locais com grande circulação de pessoas


Tenente Carlôto

O Comando Conjunto Leste, por meio da Marinha, desinfectou as estações de trem de Bangu, Campo Grande e Santa Cruz, no Rio de Janeiro, com o intuito de proporcionar maior segurança aos passageiros que utilizam o meio de transporte diariamente. A ação foi executada por militares do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, especializados em Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (NBQR) e teve como abrangência uma área estimada de 5.010 m².

Nesse mesmo sentido, o Comando Conjunto Rio Grande do Norte e Paraíba desinfectou a sede da Procuradoria Regional do Trabalho da 13ª Região e da Superintendência Regional do Incra, localizados em João Pessoa, na Paraíba. Ainda no mesmo Comando Conjunto, o 16º Regimento de Cavalaria Mecanizado higienizou as instalações do Ministério Público do Trabalho, situado na capital paraibana.

No Comando Conjunto Norte, a Marinha descontaminou a Escola Liceu de Artes e Ofícios Mestre Raimundo Cardoso, no distrito de Icoaraci, no Pará. A ação foi executada pela Equipe de Resposta Nuclear, Biológica, Química e Radiológica, do Comando do 4º Distrito Naval. Foram higienizadas instalações internas e externas do prédio da Escola, que possui cerca de 1400 alunos.

Já o Comando Conjunto Planalto, por meio do Batalhão da Guarda Presidencial do Exército, descontaminou a Catedral de Brasília. Foram empregados 10 militares, que higienizaram as áreas da entrada, nave e presbitério.

Ações de conscientização

As Forças Armadas atuam, também, na orientação da população ribeirinha quanto aos cuidados pessoais para prevenir e combater o novo coronavírus. No âmbito do Comando Conjunto Planalto, a Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins realizou ações de conscientização sobre a prevenção e o combate à Covid-19 junto a ações de inspeção naval no lago formado pela Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães, em Tocantins. A atividade ocorreu no trecho entre os municípios de Palmas e Lajeado.

Já no Comando Conjunto Rio Grande do Norte e Paraíba, a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte conduziu ação semelhante na Praia de Barra do Cunhaú, situada no município de Canguaretama, litoral sul do Rio Grande do Norte. Além das inspeções, os militares orientaram os tripulantes das embarcações sobre ações como o uso de máscaras, distanciamento social e hábitos de higiene.

Ação Social

Já no âmbito do Comando Conjunto Sul, o Tiro de Guerra 05-009 participou, entre 29 de agosto e 2 de setembro, das ações da Campanha do Agasalho, no município de Maringá, no Paraná, em parceria com o SESC Paraná. Os atiradores percorreram bairros da cidade arrecadando roupas, calçados e cobertores. No total, foram coletadas mais de 20 mil peças que, após um período de quarentena, serão distribuídas às comunidades de baixa renda.

Doação de sangue¹


No dia 28 de agosto, militares da Ala 2 - Base Aérea de Anápolis (GO), participaram da campanha de doação de sangue para apoiar o Banco de Sangue do município. Durante todo o dia, uma unidade móvel do Hemocentro de Goiás esteve no Esquadrão de Saúde da Organização Militar, cumprindo todo o protocolo de cuidados e orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A ação foi coordenada pelo Serviço Social (SESO) da Ala 2, diante da importância da doação de sangue para salvar vidas, principalmente no período de enfrentamento à pandemia da COVID-19, quando o Banco de Sangue conta com um número pequeno de doadores.

A campanha alcançou voluntários suficientes para atingir a quantidade máxima da unidade móvel. O supervisor da coleta externa do Hemocentro de Goiás, enfermeiro Érico Antônio Lopes Ferreira, valorizou a parceria com a Ala 2. "A doação de sangue é um ato importante. E nesse momento de pandemia, com a natural diminuição de doadores, parcerias como essa da Ala 2 são de extrema importância para a manutenção dos estoques", comentou.

O Comandante da Ala 2, Coronel Aviador Gustavo Pestana Garcez, reforçou a importância da ação em parceria. "Em um momento de fragilidade nacional, nós, militares, sentimos orgulho em colaborar com uma campanha de extrema importância para a sociedade", finalizou.

Operação Covid-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate ao novo coronavírus. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

¹por Tenente Paz E Major Monteiro - Foto: Tenente Paz / Ala 2

 

 

 


VEJA MAIS