COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Defesa

26 de Junho, 2020 - 11:05 ( Brasília )

Defesa apresenta balanço das ações para combater o novo coronavírus


Mariana Alvarenga


Na tarde desta quinta-feira (25), o Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, acompanhado por demais autoridades da Pasta, apresentou à imprensa balanço das atividades deflagradas, desde 20 de março, pela Operação Covid-19. A iniciativa de combate à pandemia do novo coronavírus no País envolve a atuação de 10 Comandos Conjuntos espalhados por todo o território brasileiro, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente.

“A nossa atuação teve início com a Operação Regresso, que trouxe os brasileiros que se encontravam em Wuhan, na China”, lembrou o Ministro da Defesa. Ele traçou uma linha do tempo das atividades realizadas pelos militares envolvidos na Operação, para mitigar os efeitos da doença no País.

Diante de uma Nação de dimensões continentais, com 8,5 milhões de metros quadrados, a atuação dos militares já atingiu o efetivo de 34 mil homens e mulheres das Forças de Defesa. Além disso, 1.082 viaturas, 107 embarcações e 85 aeronaves foram colocadas à disposição das ações desenvolvidas. As Forças Armadas estão presentes também no apoio a comunidades indígenas, com o envio de profissionais de saúde da Marinha, Exército e Aeronáutica, bem como com o transporte de alimentos.

Em uma das missões, a de Atalaia do Norte, no Amazonas, foram enviadas 3,5 toneladas de material, 23 profissionais de saúde e 133 ações foram realizadas. Para a terra Yanomami, em Raposa Serra do Sol, foram 4 toneladas de material e 25 profissionais de saúde.

No decorrer desses três últimos meses, 572.220 cestas de mantimentos foram entregues a famílias, comunidades indígenas e beneficiados pelo Programa Forças no Esporte (PROFESP); 2.652 locais públicos foram desinfectados, além de 1.535 campanhas de conscientização, 19.014 doações de sangue e 16 mil toneladas de insumos transportados.

“Fora a Operação Covid 19, continuamos mantendo as nossas operações normais. Tanto a Marinha, como o Exército, como a Força Aérea. Continuamos o patrulhamento na faixa de fronteira, controlando o espaço aéreo, a Operação Acolhida, na Fronteira com a Venezuela, e a Operação Verde Brasil 2”, esclareceu o Ministro, mencionando ainda as missões de paz no exterior.

Operação COVID-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à COVID-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia que recebeu o nome de Operação COVID-19.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas poderão ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determinará a melhor forma de atendimento.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Brasil - EUA

Brasil - EUA

Última atualização 12 AGO, 14:00

MAIS LIDAS

Pandemic War