COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Defesa

23 de Junho, 2020 - 10:10 ( Brasília )

Projeto Inova HFA incentiva tecnologia na saúde


Mariana Alvarenga

Parceria entre o Ministério da Defesa, Ministério da Saúde e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTIC) possibilita a criação do Projeto Inova HFA. Trata-se de iniciativa de inovação tecnológica a ser aplicado no Hospital das Forças Armadas, o HFA.

O acordo foi assinado nesta segunda-feira (22), na sede da Defesa. O Inova HFA integra projeto maior em desenvolvimento: o HFA 4.0 – Protótipo de Hospital Digital e Inteligente.

O Coronel Isaias de Oliveira Filho, é gestor do Projeto Inova HFA. Ele explica que será uma inovação no atendimento à saúde. “Deverá reunir três eixos: academia, mercado e assistência, sendo que é uma possibilidade de melhoria na qualidade da saúde”, explicou.

O Projeto tem como objetivo criar um hospital digital e inteligente, utilizando tecnologias modernas e proporcionando mais rapidez, qualidade e comodidade aos pacientes. Uma das características do Inova é manter um centro de estudos para os principais temas estratégicos de saúde. Esse espaço vai abrigar startups, no intuito de desenvolver projetos inéditos.

Uma dessas ideias está sendo aplicada por meio do robô Laura. O software de inteligência artificial foi projetado para apoiar equipes médicas na identificação mais rápida de casos de infecção grave. Desse modo, permite atendimento mais ágil, evitando o agravamento da doença.

Outra funcionalidade é a telemedicina, que ocorre em parceria com o Hospital Albert Eistein. Por meio dessa funcionalidade, o paciente pode ser atendido pelo celular, tablet ou computador, em um serviço 24 horas.

“O Inova permeia os processos de atendimento. Esse aspecto tem mais ênfase neste momento de pandemia. Tecnologias como telemedicina e inteligência artificial possibilitam atender nosso paciente sem que ele, muitas vezes, precise se deslocar até o hospital”, ressaltou o diretor do HFA, General Rui Matsuda.

No caso da pandemia do novo coronavírus, a direção do HFA estabeleceu modelo de triagem com fluxos separados e instalação de câmeras térmicas em pontos estratégicos da unidade de saúde. As inovações implantadas no hospital permitem o acompanhamento de todos os pacientes infectados, mesmo aqueles que estão em isolamento domiciliar.

“As aplicações de ciência e de tecnologia na área de saúde são primordiais para o País. Esse convênio possibilita o desenvolvimento dessas soluções em conjunto com os médicos e a gestão do hospital”, enfatizou o ministro Marcos Pontes.

A cerimônia de assinatura do termo, que o acordo entre os três ministérios contou com a participação do Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, o Ministro da Saúde interino, Eduardo Pazzuelo, o Ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, o Secretário de Saúde, Ensino, Desporto (SEPESD) do Ministério da Defesa, Manuel Pafiadache, e o Diretor do Hospital das Forças Armadas, General Rui Yutaka Matsuda, entre outras autoridades.


VEJA MAIS