COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Aviação

08 de Junho, 2020 - 12:00 ( Brasília )

FAB transporta mais de 15 toneladas de insumos hospitalares para operação COVID-19


13,2 toneladas de insumos e medicamentos para o Amapá (AP)¹

Às 9h30 deste domingo (7), a aeronave C-130 Hércules FAB 2475, operada pelo Primeiro Esquadrão do Primeiro Grupo de Transporte (1º/1º GT) – Esquadrão Gordo, decolou da Ala 11 – Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro (RJ), com 13,2 toneladas de insumos e medicamentos. A aeronave seguiu em voo direto para Macapá, capital do Amapá (AP), onde pousou às 15h15 (horário de Brasília). A missão de Transporte Aéreo Logístico ocorre em apoio à Operação COVID-19.

Dentre os insumos estão: sabão líquido, medicamentos, álcool em gel, alimentos e materiais institucionais da Cruz Vermelha, que fez a doação para contribuir com o reabastecimento de municípios do Amapá e auxiliar no combate ao novo Coronavírus. A operação, deflagrada pelo Ministério da Defesa (MD), ocorre sob a coordenação do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) junto ao Centro de Operações Conjuntas (COC) do MD. 

O Comandante da aeronave, Capitão Aviador Renan Nunes Leão, destaca a importância da missão. “Para nós, do Esquadrão Gordo, é uma satisfação imensa colaborar com a sociedade. Transportar esses materiais, sem dúvida, vai ajudar a população de Macapá a combater a pandemia da COVID-19”, salientou.

Para o loadmaster (mestre de cargas) da aeronave, Sargento Lucas Feitosa Vicentino, fazer parte da missão de combate ao novo Coronavírus é motivo de satisfação. "É uma ação importante ajudar os brasileiros daquela região levando materiais para quem precisa nesse momento", disse.

1,9 tonelada de insumos hospitalares para o Amazonas²

 

Às 9h30 deste sábado (6), a aeronave FAB 2854 KC-390 Millennium, operada pelo Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT) – Esquadrão Zeus, decolou da Ala 1 - Base Aérea de  Brasília com mais de 1.970 quilos de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e insumos hospitalares. A aeronave seguiu para São Gabriel da Cachoeira (AM), onde pousou às 14h55 (horário de Brasília). A missão de Transporte Aéreo Logístico ocorre em apoio à Operação COVID-19.

A bordo estão máscaras cirúrgicas, álcool em gel, luvas, testes de COVID-19, aventais descartáveis, protetores faciais, toucas, medicamentos, além de profissionais de saúde que atuarão no município amazonense, sendo 8 militares do Hospital das Forças Armadas (HFA), 1 da Força Aérea Brasileira, 2 da Marinha do Brasil e 5 do Exército Brasileiro. 

Todo esse aparato será utilizado para auxiliar no combate ao novo Coronavírus. A operação, deflagrada pelo Ministério da Defesa (MD), ocorre sob a coordenação do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) junto ao Centro de Operações Conjuntas (COC) do MD, em apoio ao Ministério da Saúde. 

Um dos pilotos da aeronave, o Capitão Aviador  Phelipe Machado de Souza, explicou a relevância da ação. "Diante de todas as dificuldades que a pandemia de COVID-19 nos traz, é gratificante poder participar de mais uma missão em que transportamos diversos itens para o extremo norte do país", destacou.

O Loadmaster (do inglês, mestre de carga) que executou a missão, Sargento Laudson do Prado Rosa, falou sobre a responsabilidade da missão. “Para mim, é uma grande honra poder participar, mais uma vez, de uma missão da FAB de enfrentamento à COVID-19. Tenho certeza de que estaremos ajudando muitas pessoas na região Amazônica", afirmou.

Os tripulantes do avião multimissão da FAB, KC-390 Millennium, estão em instrução de operação da aeronave. A missão de transporte de material foi feita em aproveitamento, tendo atendido a uma das demandas da Operação COVID-19. Neste caso, houve a participação do COMAE, no acionamento das missões de Transporte Aéreo Logístico, e do Comando de Preparo (COMPREP), responsável pelo desenvolvimento da doutrina utilizada no preparo operacional dos tripulantes.

Operação COVID-19

Proteger os cidadãos é uma das funções precípuas das Forças Armadas. Nesse intuito, o Ministério da Defesa, a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira enfrentam, juntos, a pandemia de COVID-19 no país.

A Operação ocorre em um espaço territorial de grandes proporções, nas 27 unidades federativas, com características e necessidades diferentes e com uma população de cerca de 210 milhões de pessoas. As ações envolvem descontaminação de espaços públicos, doações de sangue, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde, distribuição de kits de alimentos para pessoas de baixa renda, higienização de lugares públicos, doação de refeições para caminhoneiros, dentre outras.

Na execução dessas atividades, os militares atuam organizados em dez Comandos Conjuntos que cobrem todo o território nacional, bem como no COMAE. Esses Comandos reúnem militares das três, que desenvolvem esforços no cumprimento das missões.

¹Tenente Letícia Faria E Tenente-Coronel Denys - ² Tenente Fraga E Major Monteiro
Fotos: Tenente Mayara e Soldado W. Martins/Ala 11, Tenente Sérgio e Sargento Galardo/DTCEA-MQ
- Tenente Cristiane / CECOMSAER, Tenente Xavier / Ala 1 e Sargento Ícaro / São Gabriel da Cachoeira

 

VEJA MAIS