COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Terrestre

20 de Maio, 2020 - 11:15 ( Brasília )

Laboratório do IME pesquisa potenciais fármacos para combate à COVID-19


O Laboratório de Modelagem Molecular Aplicada à Defesa Química e Biológica (LMDQB), da Seção de Engenharia Química do IME, vem realizando pesquisas com o objetivo de propor potenciais fármacos capazes de combater o vírus SARS-CoV-2, causador da COVID-19, em parceria com o Laboratório de Síntese Orgânica (LSO), do Instituto de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear do Exército (IDQBRN).

As pesquisas fundamentam-se em duas abordagens. A primeira é a avaliação de medicamentos já existentes no mercado, visando o seu reposicionamento contra a COVID-19. Já na segunda abordagem, ampliam-se os horizontes da busca inicial, envolvendo moléculas ainda não utilizadas como medicamentos. No entanto, essa linha de ação exige etapas adicionais de testes, antes que uma substância promissora possa efetivamente ser administrada como um medicamento.

Foi realizada uma extensa pesquisa bibliográfica sobre o SARS-CoV-2 e os demais tipos de coronavírus existentes, com o propósito de identificar as biomoléculas essenciais para a sobrevivência do vírus no organismo humano e que pudessem servir de alvos moleculares para a ação dos fármacos.

O estudo iniciou com um universo de cerca de 22 mil moléculas que, após confrontação com os alvos moleculares selecionados por meio de métodos computacionais, foi reduzido a um grupo de 80 moléculas potencialmente viáveis. Desses 80 compostos, cerca de 10% mostraram-se efetivos contra o coronavírus, no ambiente de análise virtual.

Atualmente, o projeto encontra-se na fase de verificação da viabilidade de aquisição das moléculas propostas que estiverem disponíveis comercialmente, de síntese daquelas selecionadas entre as propostas pelo LSO e de construção de parcerias com o Instituto de Biologia do Exército (IBEx) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), para realização dos estudos in vitro e in vivo, indispensáveis para confirmação do valor farmacêutico dessas moléculas contra a COVID-19.


VEJA MAIS