COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Terrestre

18 de Maio, 2020 - 11:45 ( Brasília )

Militares de saúde do Exército embarcam rumo à Amazônia

Para reforçar equipe de São Gabriel da Cachoeira (AM)

O Exército Brasileiro emprega, diariamente, esforços no combate à COVID-19. Na manhã deste domingo, 17 de maio, dez militares do Hospital Militar de Área de Brasília (HMAB) embarcaram rumo a São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas. Com a missão de reforçar a equipe do Hospital de Guarnição de São Gabriel da Cachoeira (HGuSGC), que pertence à Força Terrestre e é o único hospital público da cidade, as profissionais atuarão na linha de frente dos casos já confirmados no município, que concentra o maior número de indígenas do Brasil.

Contando com diversas especialidades, como neurologia, clínica geral, fisioterapia, enfermagem e técnica de enfermagem, a equipe, formada apenas por mulheres, foi recebida na Base Aérea de Brasília pelo Chefe do Departamento-Geral do Pessoal (DGP), General de Exército Artur Costa Moura, que ressaltou a importância da atuação dos profissionais no município. “O Hospital de São Gabriel da Cachoeira recebe e atende a população civil com ênfase na população indígena. A demanda cresceu muito e está ultrapassando a capacidade do hospital. Então, uma coordenação realizada pelo Ministério da Defesa e o Sistema de Saúde do Exército está enviando militares para reforçar a equipe. É a mão amiga do Exército ajudando essa população”, ressaltou o general.

Cada profissional terá um “olhar” diferenciado para o paciente. Sob os movimentos precisos da médica neurologista, 1º Tenente Rebeca Maciel Bizzoto, os casos serão tratados abordando-se as condições neurológicas dos pacientes acometidos com a COVID-19. “Nossas expectativas baseiam-se em servir à comunidade e oferecer apoio ao Hospital de Guarnição. Estamos todos alertas, porém confiantes em que podemos fazer a diferença para aquela população”, disse a médica .

 

A camaradagem e o amor pela profissão são as características da 3º Sargento Elisângela Cristina Garcia Ouriques da Costa. Entre 2000 e 2002, a sargento morou em São Gabriel da Cachoeira, onde deixou amigos e conheceu, ainda mais, a união dos militares do pequeno município. Agora, a técnica de enfermagem retorna com a missão de ajudar aqueles que, por dois anos, foram seus companheiros. “Eu vibrei quando soube da notícia. Na minha profissão, cuidar de pessoas é o que sempre fiz e faço por amor. Minha família me apoiou 100% e será como voltar no tempo, só que, agora, com a missão de salvar vidas”, afirmou.

Segundo o Chefe do DGP, o apoio permanecerá enquanto for necessário. As dez militares somarão esforços aos milhares de profissionais do Exército que atuam diretamente no enfrentamento da COVID-19. Desde o início da pandemia no Brasil, o Centro de Coordenação de Operações de Saúde do Exército Brasileiro trabalha articulando o emprego dos militares de saúde por todo o Brasil, a fim de mitigar os impactos do novo coronavírus na população brasileira.

 

Hospital de Guarnição de São Gabriel da Cachoeira

O HGuSGC foi fundado em abril de 1989 e hoje é dirigido pela Tenente-Coronel Enfermeira Anaditália Pinheiro Viana Araújo, atendendo cerca de 45 mil habitantes da região, sendo 90% indígenas. O hospital é de gestão do Exército Brasileiro e atende pelo Sistema Único de Saúde nas regiões de fronteira do Alto Rio Negro e Cabeça do Cachorro.

A unidade está localizada no município de São Gabriel da Cachoeira, distante cerca de 800 quilômetros de Manaus. Os primeiros casos confirmados de COVID-19 na região foram diagnosticados em abril, e hoje o número já chega a quase 300.


VEJA MAIS