COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Defesa

29 de Abril, 2020 - 11:25 ( Brasília )

Para ampliar combate à pandemia, militares intensificam capacitação de agentes civis


Ten. Bueno, Com Informações Dos Comandos Ativados

A Operação COVID-19 chega ao 40º dia de atividade com mais de 29 mil militares engajados, além do emprego de 1.022 viaturas, 102 embarcações e 32 aeronaves. Para ampliar o esforço na luta contra o novo Coronavírus, as Forças Armadas têm investido em capacitação não só do público interno, mas também de agentes civis. Eles são treinados desinfecção de ambientes públicos.

No Rio de Janeiro (RJ), o Comando Conjunto Leste, em parceria com a Prefeitura de Duque de Caxias e com a Arquidiocese do Rio de Janeiro, treinou 120 pessoas, entre funcionários da prefeitura local, padres e seminaristas, em desinfecção. Os recém capacitados estão aptos a multiplicar os conhecimentos recebidos. Atividade semelhante ocorreu no Distrito Federal, com a instrução de equipes de limpeza por militares do Comando Conjunto Planalto. O treinamento ocorreu durante a desinfecção de três Unidades Básicas de Saúde e do Hospital Universitário de Brasília.

Outra ação semelhante foi conduzida pelo Comando Conjunto Sudeste. Além da desinfecção de locais com grande circulação de pessoas, realizada por integrantes do 2° Grupo de Artilharia de Campanha Leve, no município de Castro, no Paraná, militares foram capacitados para atuar no atendimento primário e de primeiros socorros pelo 5º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado.

Atividades de desinfecção ainda foram realizadas na Praça Duque de Caxias e em agências bancárias de São Luís (MA), em organizações militares em Santarém (PA), na Estação Rodoviária de Nioaque (MS), em estações de trem de Duque de Caxias e Gramacho, no Rio de Janeiro. Na quarta-feira (29), serão higienizados o Complexo Penitenciário do Gerecinó e o Instituto Penal Cândido Mendes. No mesmo Estado, esta semana ainda deve ser desinfectado o terminal rodoviário de Caxias.

Transporte Aéreo Logístico

Nesta terça-feira (28), duas aeronaves da FAB transportaram insumos hospitalares. Um avião C-97 Brasília decolou do Rio de Janeiro (RJ) com destino a Manaus (AM), carregado com 270 kg de insumos hospitalares. Também da capital amazonense um C-95 Bandeirante saiu com destino a Guarulhos (SP) transportando sete respiradores hospitalares que serão reparados na unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (SENAI-SP).

Para auxiliar os profissionais que continuam atuando durante o período de distanciamento social, a cidade de São Borja (RS) foi sede de uma ação do 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado, da Polícia Rodoviária Federal e da Secretaria Municipal de Saúde. No trecho local da BR-285, próximo à ponte internacional que liga o Brasil a Argentina, foi feita a vacinação de caminhoneiros contra a H1N1. A mesma ação foi realizada no trecho da BR-376, em Ponta Grossa (PR), pelo 3º Regimento de Carros de Combate.

Também em prol de atividades de saúde, o 6° Batalhão de Infantaria Leve cedeu três barracas modulares para o Instituto Nacional de Ciências da Saúde, responsável pela gestão de três Unidade de Pronto Atendimento em São José dos Campos (SP).

Controle

As unidades das Forças Armadas subordinadas aos Comandos Conjuntos também atuam no controle de circulação da população durante a pandemia. Em Itaituba (PA), no aeroporto municipal, militares do 53° Batalhão de Infantaria de Selva realizaram uma triagem de passageiros que chegavam à cidade, verificando o estado de saúde e orientando visitantes.

Em Bela Vista (MS), próximo à fronteira com o Paraguai, o 10° Regimento de Cavalaria Mecanizado realizou postos de bloqueio e controle de estradas. O Comando Conjunto Oeste utiliza-se do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON) para auxiliar suas missões na fiscalização e na vigilância da linha de fronteira, 24 horas por dia, sete dias por semana.

Doações

Integrantes das Forças Armadas continuam participando de campanhas voluntárias para abastecer os estoques de sangue em diversas localidades. Em Porto Alegre (RS), militares do 3º Batalhão de Suprimento compareceram ao Hemocentro localizado no Hospital Sanatório Partenon.

Já em Campinas (SP), o efetivo da Escola Preparatória de Cadetes do Exército reforçou o estoque de sangue do Hemocentro da Universidade Estadual de Campinas, enquanto o Tiro de Guerra de Vargem Grande do Sul (SP) promoveu uma campanha de doação ao estoque do Hemocentro Municipal da localidade. Em João Pessoa (PB), o 15º Batalhão de Infantaria Motorizada participou da doação de sangue no Hemocentro de João Pessoa.

Dando sequência à distribuição de alimentos, o 5º Batalhão de Infantaria Leve apoiou a Prefeitura de Lorena na distribuição de 2.500 cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade social. Já o Comando Conjunto Sul realizou uma ação coordenada com a Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul.

O 22° Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado recebeu 2340 cestas básicas, que serão distribuídas para alunos de 20 escolas da região. A 2ª Bateria de Artilharia Antiaérea recebeu a mesma quantidade, destinada a alunos de 56 escolas de Sant’Ana do Livramento, Quaraí, São Gabriel, Santa Margarida e Rosário do Sul. Nesta terça, o 19º Batalhão de Infantaria Motorizado iniciou a entrega de cestas básicas às escolas públicas da região, a serem distribuídas para as famílias dos alunos. Ainda, quartéis em Caxias do Sul e Bagé também armazenam milhares de cestas básicas para famílias de alunos da rede pública de ensino.

O Tiro de Guerra de São Carlos também participou da arrecadação alimentos, produtos de higiene e de limpeza, em uma ação em 28 cidades do interior de São Paulo. No Acre, o 7º Batalhão de Engenharia de Construção participou da missão de transporte e distribuição de cestas básicas em apoio ao governo local. A ação já entregou mais de 23 mil cestas básicas.

O Comando Conjunto da Bahia iniciou a participação no Programa Salvador Por Todos, da Prefeitura Municipal. A entrega de mais de 22 mil cestas básicas foi iniciada nesta semana, e o planejamento da operação, logística, deslocamento e entrega das cestas está sendo feito com o apoio dos militares.

São 12 pontos para distribuição na cidade, através de uma união entre militares, agentes da Prefeitura de Salvador, Polícia Militar da Bahia e Guarda Municipal. As cestas são entregues nominalmente, por meio de contatos e agendamentos por telefone, mensagem e telegrama, visando evitar aglomerações.

Militares também participaram da doação de máscaras de proteção individual em Apucarana (PR). O 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado distribuiu 150 mil máscaras adquiridas pela prefeitura.

Operação COVID-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à COVID-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia que recebeu o nome de Operação COVID-19.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Brasil - EUA

Brasil - EUA

Última atualização 12 AGO, 14:00

MAIS LIDAS

Pandemic War