COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Aviação

28 de Abril, 2020 - 11:00 ( Brasília )

Ações da FAB no combate a COVID-19: transporte de vacinas (H1N1), produção de máscaras e entregam kits de alimentação

O intuito é imunizar a tropa que está apoiando o Comando Conjunto Planalto

Aspirante Flávia Rocha, Tenente Raquel Alves E Capitão Oliveira Lima
 

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou, nesta segunda-feira (27/04), uma missão de Transporte Aéreo Logístico em apoio à Operação COVID-19. A aeronave C-98 Caravan, pertencente ao Sexto Esquadrão de Transporte Aéreo (6º ETA) – Esquadrão Guará, transportou 500 vacinas contra o vírus H1N1, de Brasília (DF) para Anápolis (GO). A missão foi coordenada pelo Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) junto ao Centro de Operações Conjuntas (COC) do Ministério da Defesa, em apoio ao Ministério da Saúde.

O FAB 2709 decolou da Ala 1 – Base Aérea Brasília, às 10h15 (horário de Brasília), e pousou na Ala 2 – Base Aérea de Anápolis, às 11h15. As vacinas serão distribuídas da seguinte forma: 450 doses serão utilizadas pelo Comando de Operações Especiais de Goiânia e 50 pelo Esquadrão de Segurança e Defesa de Anápolis. O intuito é imunizar, contra o vírus influenza, a tropa que está dando apoio ao Comando Conjunto Planalto.

O Comandante da aeronave, Capitão Aviador João Paulo Rodrigues Medeiros, falou sobre sua participação. “É uma satisfação poder participar de uma missão voltada para o nosso bem maior: a saúde”, destacou.

Para o Sargento Luiz Felipe Moura Lima, mecânico da aeronave, é uma honra participar da Operação COVID-19 e fazer parte da Força Aérea Brasileira nesse momento de crise pandêmica mundial. “É uma grande satisfação para mim, como integrante da Força Aérea, fazer parte dessa missão em apoio aos cidadãos brasileiros nesse momento. E nada traz mais prazer em nossas missões do que contribuir com a nossa sociedade”, pontuou.

Unidades de Logística da FAB se unem na produção de máscaras contra a COVID-19¹

Militares de Unidades da Logística da Força Aérea Brasileira (FAB), Especialistas em Equipamento de Voo, dos efetivos dos Parques de Material Aeronáutico de São Paulo (PAMA-SP), Galeão (PAMA- GL), Lagoa Santa (PAMA-LS) e do Parque de Material Aeronáutico e Bélico do Rio de Janeiro (PAMB-RJ) estão confeccionando máscaras de proteção facial contra a COVID-19. Os equipamentos de proteção individual serão distribuídos ao efetivo da FAB. A ação está sob coordenação da Diretoria de Material Aeronáutico e Bélico (DIRMAB).

A produção das máscaras está sendo realizada no PAMA-SP, em instalações adaptadas especialmente para essa finalidade, e os maquinários utilizados também vieram das respectivas unidades dos militares da equipe de trabalho para somarem aos que já existem na capital paulista.

Cerca de 2.000 máscaras de proteção respiratória fabricadas em TNT com cinco camadas, material com eficiência bacteriológica de 96,5%, maior que os 95% previstos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) já foram produzidas. O primeiro lote de máscaras será distribuído aos efetivos do Hospital da Força Aérea em São Paulo (HFASP), unidades do Departamento de Controle do Espaço Aéreo, Escolas de formação e efetivo dos Parques de Material Aeronáutico. 

O Diretor do PAMA-SP, Coronel Aviador Marcos Dias Marschall, explica que a produção de máscaras intensificam as ações de combate à COVID-19. "Nosso objetivo é a preservação da saúde dos nossos militares e garantir o cumprimento da missão institucional", disse.

Para a capacitação, a FAB contou com apoio do Arsenal de Guerra de São Paulo (AGSP), Organização Militar do Exército Brasileiro, que promoveu a instrução. Os militares foram orientados sobre o processo de confecção das máscaras de acordo com o padrão da Anvisa, e instruídos sobre a facilitação do  manuseio do material para diminuir o tempo de confecção e aumentar a produtividade diária de máscaras. A terceiro Sargento Brenda de Melo participou da instrução e contou sobre a oportunidade. "Essa experiência está sendo muito construtiva para a valorização da nossa especialidade de equipamento de voo", concluiu.

EPCAR e GAP-BQ entregam kits de alimentação aos beneficiários do PROFESP²



A Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR) e o Grupamento de Apoio de Barbacena (GAP-BQ) realizaram, na sexta-feira (24), a entrega de kits de alimentação aos beneficiários do Programa Forças no Esporte (PROFESP). Ao todo, 180 famílias de Barbacena (MG) foram contempladas.

Devido ao atual cenário de isolamento social em decorrência do novo Coronavírus, as atividades do PROFESP foram suspensas. O reforço alimentar é fator importante dentro dessas atividades e a Orientação Normativa nº 4, de 31 de março de 2020, do Ministério da Defesa, prevê a distribuição de kits de alimentação aos usuários do programa.

As Escolas Municipais Alberto Corrêa e Tony Marcos de Andrade, que participam do programa, receberam os kits. A distribuição dos alimentos se estende neste semana e ocorrerá, novamente, no mês de maio. “Só temos que agradecer à Força Aérea Brasileira por nos ajudar neste momento difícil que estamos passando”, agradeceu Wellisangny Nascimento, mãe da Pyettra Beatriz do Nascimento, aluna do PROFESP.

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde sobre a prevenção de contágio pela COVID-19 todas as medidas foram utilizadas para realizar a entrega dos materiais, assim como as famílias. “Esta atitude da EPCAR veio no momento onde muitas de nossas crianças já estavam em um estado crítico, em que os pais encontram dificuldades para trabalhar e conseguir o alimento diário. Atendeu muito além das nossas expectativas”, afirmou Angela Roman Rodrigues, diretora da Escola Municipal Alberto Corrêa.

Eliana da Trindade Elias, diretora da Escola Municipal Tony Marcos de Andrade, ressaltou a importância da ação. “Estamos em um local onde a maioria das pessoas passa dificuldades e, com certeza, esta doação será de grande valia para todos os nossos alunos e seus familiares”, finalizou.

PROFESP

O PROFESP é desenvolvido pelo Ministério da Defesa, em parceria com o Ministério da Cidadania, Ministério da Educação, Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com o apoio das Forças Armadas, sendo destinado ao atendimento de crianças, adolescentes e jovens de ambos os sexos, de 6 aos 18 anos de idade, da rede pública de ensino, e em parceria com as Prefeituras das cidades onde há núcleo.

Além do acesso à prática de atividades esportivas físicas saudáveis e de atividades socialmente inclusivas, realizadas no contra turno escolar, dentro de Organizações Militares, há ainda, o fornecimento de refeições diárias.

 

 

Operação COVID-19

A Operação COVID-19 está em atividade por todo o país, buscando mitigar os efeitos do novo Coronavírus. As ações envolvem descontaminação de espaços públicos, doações de sangue, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde, distribuição de kits de alimentos para pessoas de baixa renda, entre outras.

Na execução dessas atividades, os militares atuam organizados em 10 Comandos Conjuntos que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), situado em Brasília (DF). Esses Comandos reúnem militares das três Forças (Marinha, Exército e Aeronáutica), que desenvolvem esforços no cumprimento das missões.

-x-

Fotos: Sargento Domingos / EPCAR - Capitão Oliveira Lima / Agência Força Aérea. - Soldado V. Oliveira / PAMA-SP
¹Tenente Aline Bezerra
, Tenente Raquel Alves E Capitão Oliveira Lima
²Sargento Domingos, Tenente Raquel Alves E Capitão Oliveira Lima


VEJA MAIS