COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Aviação

20 de Abril, 2020 - 10:30 ( Brasília )

FAB transporta vacinas e insumos médico-hospitalares e equipe DQBRN

C-95 Bandeirante decolou da Ala 3- Base Aérea de Canoas (RS) na manhã deste domingo (19/04)

Tenente Jonathan Jayme E Tenente-Coronel Santana

Uma aeronave C-95 da Força Aérea Brasileira (FAB) transportou, neste domingo (19/04), vacinas contra influenza e insumos médico-hospitalares para cidades da região Sul. O avião do Esquadrão Pégaso (5º ETA), carregado com testes de COVID-19, luvas, viseiras de proteção facial, seringas e máscaras, decolou da Ala 3 – Base Aérea de Canoas (RS) às 9 horas (horário de Brasília).

A primeira parada do FAB 2291 foi na cidade de Santo Ângelo (RS), onde pousou às 10h05 e descarregou parte do material. Depois, aterrissou no município de São Miguel do Oeste (SC), às 11h05, e desembarcou o restante dos insumos.

Às 13h25, o C-95 pousou de volta na Ala 3 e recebeu novo carregamento. De Canoas seguiu para a Base Aérea de Florianópolis (SC) e, após, para Curitiba (PR), localidades que receberam material para o combate à COVID-19.

Um dos pilotos da aeronave, Tenente Aviador Marcus Giovany de Aviz Santos, disse que a missão foi cumprida com êxito e que, como tripulante, sentiu-se honrado em poder participar do transporte. "Nossas tripulações jamais irão descansar enquanto houver um brasileiro necessitando de ajuda", acrescentou.

Operação COVID-19

 

A Operação COVID-19, coordenada pelo Ministério da Defesa, mobiliza mais de 28 mil militares por todo o Brasil. Homens e mulheres das Forças Armadas atuam no enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus em apoio à população. 

As ações envolvem descontaminação de espaços públicos, doações de sangue, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde, distribuição de kits de alimentos para pessoas de baixa renda, entre outras.

Na execução dessas atividades, os militares atuam organizados em 10 Comandos Conjuntos que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), situado em Brasília (DF). Esses Comandos reúnem militares das três Forças (Marinha, Exército e Aeronáutica), que desenvolvem esforços no cumprimento das missões.




Força Aérea transporta respiradores de Macapá (AP) para Lagoa Santa (MG)

A Força Aérea Brasileira (FAB) concluiu, neste domingo (19/04), em Lagoa Santa (MG), o transporte de quatro aparelhos respiradores em apoio à Operação COVID-19.

A aeronave C-95 Bandeirante, que pertence ao Esquadrão Pégaso (5º ETA), decolou com os equipamentos da cidade de Macapá (AP) na noite de sábado (18/04).

A missão foi coordenada pelo Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) junto ao Centro de Operações Conjuntas (COC) do Ministério da Defesa, em apoio ao Ministério da Saúde.

Após decolar da capital do Amapá, o FAB 2330 realizou pouso técnico em Belém (PA) e chegou a Minas Gerais às 18h10 deste domingo.



Os respiradores hospitalares foram entregues para manutenção no Centro de Inovação e Tecnologia da Federação das Indústrias de Minas Gerais (SENAI FIEMG) e, posteriormente, auxiliarão no tratamento de pacientes infectados pelo novo Coronavírus.

 

O Comandante da aeronave, Tenente Aviador Diogo Landim Simões, avalia que a missão foi mais uma oportunidade de contribuir para o combate à pandemia. “Foi uma honra participar desta ação em benefício da sociedade brasileira”, comentou.




Esquadrão da FAB transporta Equipe DQBRN


A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou mais uma missão de Transporte Aéreo Logístico, neste domingo (19/04), no âmbito da Operação COVID-19.

Um C-105 Amazonas do Esquadrão Arara (1º/9º GAV) transportou militares da Marinha do Brasil e cerca de 500 quilos de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) de Porto Velho (RO) para Manaus (AM).

Os integrantes da Marinha, especializados em Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBRN), foram levados de volta à capital amazonense após realizarem ação de descontaminação do Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira de Oliveira, em Porto Velho. O C-105 da FAB havia transportado os militares para a capital rondoniense na sexta-feira (17/04).

Um dos pilotos da aeronave, Tenente Aviador André Luiz Parreira de Souza, disse que a missão do Esquadrão Arara é essencial para a união de esforços no enfrentamento à COVID-19.

“É uma ação em benefício da população, da saúde do nosso povo. É uma grande satisfação poder colaborar, cumprindo nosso dever de militar”, completou.


 

Fotos: Tenente Igor e Soldado Mesquita / Ala 6;- Coronel Curityba e Soldado Talisson / CIAAR; Sargento Jacqueline / DTCEA-MQ

VEJA MAIS