COBERTURA ESPECIAL - Pacífico - Geopolítica

15 de Março, 2022 - 11:11 ( Brasília )

Porta-aviões dos EUA exibe poder aéreo no Mar Amarelo em meio a tensão sobre Coreia do Norte


O porta-aviões USS Abraham Lincoln liderou exercícios militares no Mar Amarelo, e a artilharia de defesa aérea na base aérea de Osan intensificou os exercícios, disseram forças norte-americanas na Ásia nesta terça-feira, em meio a sinais de um iminente teste de mísseis norte-coreano de longo alcance.

A tensão na península coreana vem crescendo e há especulações de que a Coreia do Norte poderia testar seu maior míssil balístico intercontinental (ICBM) a pleno alcance já nesta semana, depois de ameaçar quebrar uma moratória autoimposta de 2017 de testes de mísseis de longo alcance e testes nucleares.

Em uma demonstração do poder aéreo no espaço aéreo internacional na terça-feira, o Comando Indo-Pacífico dos EUA (Indopacom) mobilizou caças do USS Abraham Lincoln Strike Group, juntamente com outros aviões da Força Aérea com base regional.

As Forças dos EUA na Coreia (USFK) também disseram que, em resposta aos recentes testes de mísseis da Coreia do Norte, sua brigada de artilharia de defesa aérea na base aérea de Osan aumentou a intensidade de seu exercício de certificação para demonstrar suas capacidades.

"O aumento significativo da atividade de testes de mísseis pela Coreia do Norte mina a paz, a segurança e desestabiliza a região do nordeste da Ásia", disse o USFK. "Embora esse tipo de treinamento seja rotineiramente conduzido por baterias Patriot dos EUA, a maior intensidade de certificação ressalta a seriedade com que o USFK trata o recente comportamento de lançamento de mísseis da Coreia do Norte", completou.


VEJA MAIS