COBERTURA ESPECIAL - Pacífico - Aviação

04 de Março, 2022 - 10:00 ( Brasília )

Marinha dos EUA recupera caça F-35 que caiu no Mar do Sul da China; veja queda


A Marinha dos Estados Unidos anunciou ter recuperado, nesta quarta-feira, um caça F-35 que caiu na região do Mar do Sul da China após um acidente na aterrisagem no porta-aviões USS Carl Vinson.

O acidente aconteceu em janeiro deste ano. Sete marinheiros se feriram na queda do caça, quando a aeronave atingiu o deque do porta-aviões, após um exercício militar. O piloto ejetou e se salvou.

Após bater, o F-35 acabou por cair no mar. Tanto a queda quanto o vazamento de imagens do momento do acidente são investigadas pela Marinha americana.

O jato F-35C Lightning II que naufragou era um dos modelos mais avançados das forças armadas americanas. A aeronave é avaliada em cerca de R$ 500 milhões. Vídeos que registraram a queda da aeronave circulam pela internet.

A veracidade deles foi confirmada pela próprio Marinha dos EUA. — Estamos cientes de que houve uma liberação não autorizada de imagens de vídeo das câmeras do convés de voo a bordo do USS Carl Vinson do acidente do F-35C Lightning II que ocorreu em 24 de janeiro, no Mar da China Meridional.

Há uma investigação em andamento tanto no acidente quanto na liberação não autorizada das imagens de vídeo a bordo —, disse o comandante Zach Harrell, porta-voz do Comandante das Forças Aéreas Navais, ao canal de televisão americano CNN.

O caça foi retirado de uma profundidade de 3.780 metros, com um veículo submarino operado remotamente, que prendeu cordas e cabos na aeronave para que ela fosse içada.


 


 -x-

Artigo relacionado:

EUA correm para encontrar caça F-35C afundado no oceano antes da China [Link]


VEJA MAIS