COBERTURA ESPECIAL - Pacífico - Geopolítica

03 de Março, 2022 - 12:12 ( Brasília )

Taiwan mais que dobrará capacidade anual de produção de mísseis em meio a tensão com China


Taiwan planeja mais que dobrar sua capacidade anual de produção de mísseis para quase 500 este ano, disse o Ministério da Defesa da ilha em um relatório, à medida que aumenta seu poder de combate em meio ao que vê como crescente ameaça militar da China.

Taiwan aprovou no ano passado gastos militares extras de 8,6 bilhões de dólares nos próximos cinco anos, no momento em que as tensões com a China, que reivindica a ilha como parte de seu território, atingiram um novo pico e aviões militares chineses voaram repetidamente pela zona de identificação de defesa aérea de Taiwan.

Em um relatório impresso na quarta-feira e enviado ao Parlamento para revisão pelos parlamentares, cuja cópia foi vista pela Reuters, o Ministério da Defesa disse que os gastos extras incluem planos para aumentar a capacidade anual de produção de mísseis dos atuais 207 para 497 por ano.

Entre eles estão os mísseis ar-terra Wan Chien de fabricação própria de Taiwan, bem como a versão atualizada do míssil Hsiung Feng IIE, o míssil de ataque terrestre Hsiung Sheng de longo alcance que, segundo especialistas militares, é capaz de atingir alvos mais no interior da China.

O ministério também planeja começar a fabricar "drones de ataque" não especificados com uma meta de produção anual de 48 dessas aeronaves. A presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, fez da modernização das forças armadas uma prioridade, promovendo vários projetos de defesa. A China nunca descartou o uso da força para colocar a ilha democrática sob seu controle.


VEJA MAIS