COBERTURA ESPECIAL - Pacífico - Naval

26 de Abril, 2021 - 10:30 ( Brasília )

Familiares homenageiam vítimas de acidente de submarino da Indonésia

Submarino indonésio que estava desaparecido é encontrado aos pedaços

A Marinha da Indonésia tentava decidir nesta segunda-feira como resgatar os restos de um submarino no leito do Mar de Bali e recuperar os corpos dos 53 marinheiros que morreram a bordo.

A embarcação de fabricação alemã KRI Nanggala-402 foi encontrada partida em ao menos três partes no domingo, quatro dias depois de perder contato enquanto se preparava para realizar um teste de torpedos. Familiares das vítimas se reuniram no litoral de Bali nesta segunda-feira para prestar suas homenagens aos marinheiros que morreram e pediram que as autoridades retirem os corpos do fundo do mar.

Especialistas dizem que erguer o submarino das águas profundas será uma tarefa desafiadora que exigirá equipamentos especiais de resgate. Um porta-voz da Marinha da Indonésia disse que uma operação de recuperação ainda está sendo debatida com especialistas e organismos internacionais. "Analisaremos as fotos e vídeo submarinos, a correnteza etc para decidir a tecnologia que será usada", disse o almirante Julius Widjojono.

Uma varredura de sonar detectou ao menos três partes do submarino a uma profundidade de 850 metros, muito além da capacidade de imersão do Nanggala. Parentes do tripulante I Gede Kartika se reuniram em Celukan Bawang, no litoral norte de Bali, nesta segunda-feira.

Alguns levaram incenso e flores e seguravam fotos emolduradas do marinheiro usando o uniforme naval. Outras entraram no mar para espalhar pétalas solenemente na água.

Submarino indonésio que estava desaparecido é encontrado aos pedaços

Um submarino indonésio que estava desaparecido foi encontrado naufragado e dividido em pelo menos três partes no fundo do mar de Bali, disseram oficiais do exército e da marinha neste domingo, enquanto o presidente enviava condolências aos parentes dos 53 tripulantes.

As equipes de resgate também encontraram novos objetos, incluindo um colete salva-vidas, que eles acreditam pertencer ao KRI Nanggala-402, submarino de 44 anos que perdeu o contato com o radar na quarta-feira enquanto se preparava para conduzir um exercício de torpedo. "Com base nas evidências, pode-se afirmar que o KRI Nanggala afundou e todos os seus tripulantes morreram", disse o líder militar Marechal Hadi Tjahjanto aos repórteres.

O chefe do Estado-Maior da Marinha, Yudo Margono, disse que a tripulação não tinha culpa pelo acidente, afirmou que o submarino não sofreu um blecaute e culpou as "forças da natureza". "O KRI Nanggala é dividido em três partes, o casco do navio, a popa e as partes principais, que estão todas separadas, com a parte principal tendo sido encontrada rachada", disse ele.

"Existem partes espalhadas do submarino e seu interior na água." O presidente Joko Widodo havia confirmado mais cedo a descoberta dos destroços no mar de Bali e enviou às famílias das vítimas suas condolências. "Todos nós, indonésios, expressamos nossa profunda tristeza por essa tragédia, especialmente às famílias da tripulação do submarino."

Uma varredura no sábado detectou o submarino a 850 metros, muito além da área de mergulho do Nanggala.