COBERTURA ESPECIAL - OTAN - Geopolítica

23 de Fevereiro, 2021 - 11:30 ( Brasília )

Caças Gripen voam com Bombardeiros B-1 Lancer


Försvarsmakten
Flygvapnet
Força Aérea Sueca
22 de Fevereiro de 2021


A Suécia convidou os Estados Unidos para um exercício conjunto sob a liderança sueca. Na segunda-feira, um exercício foi realizado com bombardeiros americanos no espaço aéreo sueco.

O objetivo do exercício conjunto é aumentar a capacidade das Forças Armadas de trabalhar em cooperação com os parceiros prioritários. Os Estados Unidos são um importante parceiro da Suécia e, por isso, exercícios e treinamentos conjuntos são realizados regularmente, o que também fortalece a capacidade de defesa das Forças Armadas. Também contribui para aumentar a estabilidade e segurança.

- O treinamento conjunto é importante para aumentar nossa capacidade militar. Em parte para garantir a interoperabilidade e em parte para garantir métodos e procedimentos comuns. Estamos começando a obter uma rotina muito boa sobre isso, pois temos experiência em exercícios conjuntos realizados anteriormente, disse o chefe da Força Aérea e líder do exercício General Carl-Johan Edström.

Durante o exercício de segunda-feira (22FEV2021), caças  Jas 39 Gripen escoltaram bombardeiros da USAF  B-1B Lancer no espaço aéreo sueco sobre o centro da Suécia. Na ocasião, unidades terrestres também participaram, o que é um componente importante por poder trazer apoio aéreo.

 

Para termos a ideia do alinhamento das Forças Armadas suecas, em especial a Flyvapnet, temos acima o twitter postado quando da eleição de Joe Biden pelo General  Carl-Johan Edström, comandante da Força Aérea

- A tarefa mais importante da Força Aérea é fornecer uma defesa aérea forte, onde controlamos nosso próprio espaço aéreo. Isso fornece as condições para poder trabalhar em conjunto com outras pessoas e, por exemplo, lutar contra alvos no terreno, algo que também foi simulado durante este exercício, afirma Carl-Johan Edström.
 
FATOS

Em 2016, foi assinada uma declaração de intenções (Declaração de Intenções) entre a Suécia e os Estados Unidos, onde, entre outras coisas, exercícios bilaterais, treinamento e esforços internacionais foram áreas prioritárias. A Suécia constrói segurança junto com outros e o exercício de hoje está de acordo com esta carta de intenções.




Dois Bombardeiros USAF B1B Lancer pertencentes a 28ª Bomb Wing, Ellsworth Air Force Base, Dakota do Sul, operam integrados com quatro caças da Força Aérea Sueca (Flygvapnet) pela primeira vez. O exercício ocorreu, em 20 Maio 2020, com os B-1B voando desde os Estados Unidos
Foto DVIDS


Nota DefesaNet


Enquanto a Suécia apresenta-se como neutra, a crescente participação  em operações com Forças Americanas faz com que a pressão russa aumente sob o país. A Suécia não é membro da OTAN.

Observar que o primeiro voo operacional com os B-1B sobre a Suécia ocorreu em 20MAI2020. A voo de 22FEV2021 incorpora operações também com unidades emterra. Provavelmente áreas de defesa aérea.

Recentemente a imprensa noticiou que tropas americanas estão estacionadas na ilha de Gotland, ponto considrado estratégico para a defesa da Suécia.

Informalmente autoridades suecas sempre mencionam que a Guerra Fria ocorreu realmente na Suécia, nos anos 70 e 80.

O Editor

 



Outras coberturas especiais


Modernização FAB

Modernização FAB

Última atualização 08 MAR, 01:30

MAIS LIDAS

OTAN