COBERTURA ESPECIAL - Nuclear - Geopolítica

06 de Outubro, 2021 - 11:30 ( Brasília )

EUA revelam número de bombas nucleares


O Departamento de Estado americano divulgou nesta terça-feira, pela primeira vez em quatro anos, o número de ogivas nucleares que o país armazena, depois que o ex-presidente Donald Trump censurou os dados.

Em 30 de setembro de 2020, o Exército dos Estados Unidos mantinha 3.750 ogivas nucleares ativas e inativas, 55 a menos que no ano anterior e 72 a menos do que na mesma data de 2017. O número também é o mais baixo desde que o arsenal nuclear americano atingiu seu pico, no auge da Guerra Fria, em 1967, quando eram contabilizadas 31.255 ogivas.

O inventário foi divulgado em meio ao esforço do governo de Joe Biden para retomar as negociações sobre o controle de armas com a Rússia, depois que elas foram paralisadas por Trump. "Aumentar a transparência das reservas nucleares dos Estados é importante para os esforços de não proliferação e desarmamento", assinalou o Departamento de Estado.

Trump também se retirou de outro acordo crucial, o Tratado Novo Começo, congelado no ano passado antes do seu vencimento, em 5 de fevereiro. O documento limita o número de ogivas nucleares mantidas por Washington e Moscou, e permitir que o mesmo expirasse poderia ter provocado uma reversão da redução das ogivas por ambos os países.

Trump disse que queria um novo acordo, o qual incluísse a China, que possui apenas uma fração das ogivas de Estados Unidos e Rússia. Biden, que assumiu o cargo em 20 de janeiro, propôs de imediato uma extensão de cinco anos para o Novo Começo, com a qual o presidente russo, Vladimir Putin, concordou rapidamente.

Na semana passada, diplomatas russos e americanos tiveram conversas a portas fechadas em Genebra para começar a discutir um tratado para suceder o Novo Começo, e o controle das armas convencionais.

Segundo um cálculo de janeiro de 2021 feito pelo Instituto Internacional de Pesquisa para a Paz de Estocolmo, que inclui ogivas aposentadas (não incluídas nas cifras do Departamento de Estado), os Estados Unidos possuíam 5.550 ogivas, em comparação com 6.255 da Rússia, 350 da China, 225 da Grã-Bretanha e 290 da França. Índia, Paquistão, Israel e Coreia do Norte juntos tinham cerca de 460 ogivas nucleares, de acordo com o instituto.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Fronteiras

Fronteiras

Última atualização 26 NOV, 11:11

MAIS LIDAS

Nuclear