22 de Novembro, 2021 - 08:08 ( Brasília )

Dia da Bandeira é comemorado na Antártica


No dia 19 de novembro, foi realizada na Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF) a cerimônia do Dia da Bandeira, um dos mais importantes símbolos da Pátria Brasileira. Na ocasião foi executado o Hino Nacional, canto do hino da Bandeira e incineração do pavilhão que foi utilizada durante o ano.

A comemoração contou com a presença dos Grupo-Base Polaris (2020/2021) e Antarcticus (2021/2022), militares da Marinha responsáveis pela substituição dos Grupos e comunidade científica representada por pesquisadores que estão realizando atividades de campo, marcando a retomada das pesquisas científicas no Continente Antártico e nas novas instalações da EACF.

A Estação Antártica Comandante Ferraz está subordinada à Subsecretaria do Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR), da Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (SECIRM).

A Marinha do Brasil é a responsável pela logística do PROANTAR e vem, desde 1982, apoiando as pesquisas na Estação Antártica Comandante Ferraz, nos navios e nos acampamentos, fornecendo treinamento, vestimentas especiais, alimentação, segurança, equipamentos de comunicações e transporte (embarcações e aeronaves).


No Dia da Bandeira, o símbolo nacional completou 132 anos¹



Neste 19 de novembro, comemoro-se o Dia da Bandeira. A data remete ao momento histórico da passagem da Monarquia para a República. Há 132 anos, o atual modelo da insígnia foi definido, com cores repletas de significados das riquezas do País e de aspirações.

O branco simboliza o desejo de paz. O verde representa a flora brasileira. O amarelo corresponde à riqueza mineral do País. O azul remete aos céus e aos rios. O filósofo e matemático brasileiro Raimundo Teixeira Mendes projetou a bandeira brasileira com a colaboração de Miguel Lemos, Manuel Pereira Reis e Décio Vilares.

Pavilhão Nacional

Brasília expõe a maior bandeira do Brasil, na Praça dos Três Poderes, com 286 metros quadrados, sendo 20 metros de comprimento e 14 de altura. A troca do símbolo é feita no primeiro domingo de cada mês. A substituição do Pavilhão Nacional ocorre em revezamento pelas Forças Armadas e o Governo do Distrito Federal.

¹com Ministério da Defesa - MD