21 de Setembro, 2021 - 09:09 ( Brasília )

CISMAR promove adestramento do Sistema de Informações Sobre o Tráfego Marítimo para Marinhas da AMAS


O Centro Integrado de Segurança Marítima (CISMAR) realizou, de 14 a 16 de setembro, o adestramento do Sistema de Informações Sobre o Tráfego Marítimo (SISTRAM) para as Marinhas da Argentina, do Paraguai e do Uruguai. Denominado ADE-SISTRAM-AMAS, a capacitação do SISTRAM, que é o Sistema Nacional para Compilação do Panorama de Superfície de Interesse, ocorre semestralmente, sendo este o segundo conduzido em 2021, exclusivamente para as Marinhas da Área Marítima do Atlântico Sul (AMAS).

O adestramento tem o objetivo de fomentar o compartilhamento das melhores práticas no monitoramento dos Contatos de Interesse entre Marinhas da AMAS, além de ser uma forma de reforçar os laços de fraternidade e cooperação já existentes nesse ambiente.

O SISTRAM está na versão IV e o Centro de Análise de Sistemas Navais da Marinha do Brasil está desenvolvendo uma nova versão, a qual possibilitará novas funcionalidades, dentre elas, a visualização de derrota das embarcações, classificação de embarcações por tipo, criação de alarmes por áreas ou por embarcações, conversação em tempo real pelos operadores via chat, entre outras.

Com1ºDN apoia a ECEME com palestra sobre as atividades SAR e Segurança Marítima



Em 2 de setembro, o Comando do 1º Distrito Naval (Com1ºDN), em apoio a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército Brasileiro (ECEME), realizou palestra sobre as atividades de Busca e Salvamento (SAR) e de Segurança Marítima, como parte integrante do Curso Internacional de Estudos Estratégicos (CIEE) da Escola.

O curso possui oito discentes estrangeiros, oficiais superiores dos Emirados Árabes Unidos, Guatemala, Nigéria e Paquistão, que trocaram experiências sobre as principais ameaças à segurança marítima, bem como entender a estrutura organizacional SAR na Marinha do Brasil.

Na oportunidade também foi realizado um período de debates, no qual os visitantes expressaram dúvidas e ampliaram os conhecimentos. A visita foi encerrada com a apresentação das instalações físicas e potencialidades do Centro de Comando Naval de Área (CCNA).