COBERTURA ESPECIAL - Minarete - Geopolítica

11 de Março, 2021 - 13:20 ( Brasília )

Embaixadores do Golfo discutiram cooperação com Bolsonaro

Em almoço realizado na residência do embaixador do Kuwait em Brasília (03MAR2021), presidente brasileiro e diplomatas de países do Golfo conversaram sobre o aumento das relações comerciais

 

ANBA
Agência de Notícias
Brasil-Árabe
Reportagem de Marcos Carrieri
especial para a ANBA



 

São Paulo – Cooperações em agricultura, infraestrutura, defesa, setor petrolífero e segurança alimentar foram alguns dos assuntos discutidos em um almoço entre o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e os representantes diplomáticos dos países do Golfo na última quarta-feira (03MAR2021).

O encontro foi realizado na residência do embaixador do Kuwait em Brasília, Nasser Riden Almotairi, a convite do diplomata. Do evento participaram também o ministro da Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, e representantes dos países que integram o Conselho de Cooperação do Golfo (GCC), os árabes Bahrein, Arábia Saudita, Catar, Emirados Árabes Unidos e Omã, além do Kuwait.

“Acreditamos que existem enormes oportunidades de investimento nos países da América do Sul, especialmente no Brasil. O Fundo Kuaitiano para o Desenvolvimento Econômico Árabe, a Autoridade Geral para o Investimento e o setor privado podem ter um papel importante e aproveitar essas oportunidades que irão refletir positivamente nas relações entre os dois países, levando em consideração que o Estado do Kuwait tem enormes investimentos diretos e não diretos no Brasil e está empenhado a consolidá-los”, afirmou o embaixador. Ele também reconheceu o papel do Brasil na segurança alimentar global ao garantir as necessidades dos seus parceiros comerciais mesmo em meio à pandemia.
 



Clique para expandir a imagem

Embaixador Almotairi (esq.) recebeu o grupo

Em um vídeo publicado pelo perfil de Bolsonaro no Twitter, Almotairi lembra que o Kuwait investe no Brasil há mais de 20 anos, em aportes que somam US$ 2 bilhões. À ANBA, o diplomata também lembrou que as relações diplomáticas entre os dois países amigos têm mais de 50 anos, fato que já foi celebrado com lançamento de um selo comemorativo.

Em sua página no Facebook, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que é filho do presidente e também participou do encontro, afirmou que foram feitos convites para Bolsonaro visitar os países árabes, assim como realizar novas rodadas de encontros com os embaixadores. Tanto Bolsonaro como Eduardo visitaram países árabes desde 2019.

Participaram do almoço e encontro com o presidente o embaixador do Catar no Brasil, Ahmed Abdulla; o embaixador da Arábia Saudita, Ali Bahittam; o embaixador dos Emirados Árabes Unidos, Saleh Al Suwaidi; o encarregado de negócios do Bahrein, Bader Alhelaibi; e o encarregado de negócios de Omã, Thamir al Alawi.

De acordo com o Itamaraty, Brasil e os países do GCC têm parcerias em áreas como ciência e tecnologia, segurança alimentar, defesa, economia e comércio. “A reunião permitiu reafirmar o interesse dos países em ampliar a cooperação, incluindo parcerias para investimentos com benefícios para a sociedade brasileira em setores como infraestrutura, energia, transportes e agronegócio”, afirmou o Itamaraty em nota enviada à ANBA.
 



 

De acordo com dados compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira, no ano passado o Brasil exportou US$ 6,1 bilhões aos países do Golfo Arábico, com carnes, minérios e açúcar ocupando os principais lugares na pauta. Já os países da região exportaram ao mercado brasileiro o equivalente a US$ 3 bilhões, principalmente em petróleo e derivados e fertilizantes. O comércio com o Golfo ficou superavitário em US$ 3,1 bilhões ao Brasil.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Modernização FAB

Modernização FAB

Última atualização 23 OUT, 14:00

MAIS LIDAS

Minarete