02 de Dezembro, 2011 - 12:16 ( Brasília )

Geopolítica

Terror - Alemanha prepara-se para um eventual golpe


Os serviços secretos da Alemanha desconfiam que o Irã esteja preparando atentados terroristas contra as bases militares americanas situadas no território da República Federal da Alemanha. O promotor federal geral Harald Range confirmou esta informação. Ao mesmo tempo, o chefe da polícia criminal da Alemanha, Jorg Ziercke, desmentiu a existência de uma ameaça direta.

As informações sobre os eventuais ataques de agentes iranianos contra estruturas militares americaaos foram publicadas no jornal diário Bild. O promotor geral, Harald Range, não somente confirmou na sua declaração a possibilidade do ataque em caso de início da guerra entre os EUA e o Irã, mas também anunciou que tinha sido instaurada uma causa penal e tomadas medidas preventivas. O jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung informa, alegando a promotoria federal, que esta autarquia já promove um inquérito contra um empresário alemão que mantinha relações suspeitas com representantes da embaixada iraniana em Berlin.

Nesta situação impõe-se uma questão lógica: o que é que os simples alemães devem pensar? O professor Hans-Henning Schroder, perito do Instituto Alemão de Política Internacional e de Segurança, comenta esta situação:

O problema iraniano é de longa data. Certamente, a sociedade alemã não pode deixar de ficar preocupada quando a ameaça de terrorismo vem de um país que possui potencial nuclear. Creio, todavia, que tudo vai se limitar exclusivamente à tomada de medidas de segurança. O governo da RFA sempre foi a favor da solução política do conflito. Esperamos também que a Rússia desempenhe o seu papel neste processo e exerça influência sobre a direção iraniana.

Ao mesmo tempo, Schroder não vê nenhuma contradição nas declarações dos chefes da promotoria e da polícia criminal. O experto é de opinião de que nas condições atuais, quando o terrorismo se torna uma ameaça real para os alemães, é sumamente importante travar uma discussão pública a este respeito.

No presente momento, a ameaça de um ataque é grande. Por iss,o a Alemanha tem dedicado uma grande atenção a esta questão. As pessoas não podem ficar indiferentes, especialmente em vista do inquérito que está sendo promovido agora em relação a uma organização terrorista de direita.

Fazemos lembrar que desde a época da Guerra Fria nas proximidades de Rammstein, na Alemanha, está situada uma das maiores bases militares americanas, através da qual é efetuada uma grande parte do abastecimento de soldados americanos que prestam o serviço militar no Iraque e no Afeganistão.

Convém não esquecer que um papel – chave no eminente conflito entre os EUA e o Irã pode ser desempenhado por Israel. E a declaração do ministro da Defesa Ehud Barak de que Israel não pretende “por enquanto” atacar alvos militares no Irã, permite ter esperança em um desfecho pacífico da confrontação.



ÚLTIMAS

Geopolítica

MAIS LIDAS