COBERTURA ESPECIAL - Fronteiras - Terrestre

23 de Fevereiro, 2022 - 11:00 ( Brasília )

Brigada de Infantaria de Selva realiza reconhecimento de fronteira no extremo norte do Brasil

Batalhão de Infantaria de Selva promove Estágio de Operações na Selva

Entre os dias 14 e 19 de fevereiro, militares do Comando de Fronteira Roraima/7º Batalhão de Infantaria de Selva (C Fron RR/7º BIS), organização militar diretamente subordinada (OMDS) à 1ª Brigada de Infantaria de Selva (1ª Bda Inf Sl), realizaram reconhecimento de fronteira (REFRON) entre o município de Uiramutã e a região do Monte Caburaí, no extremo norte do território nacional.

A missão foi atribuída a militares do 6º Pelotão Especial de Fronteira (6º PEF/Uiramutã) e teve por objetivo intensificar a presença do Exército Brasileiro na fronteira entre o Brasil e a Guiana. Após um deslocamento de quatro dias e meio, percorrendo cerca de 160 km, grande parte dos quais por meio de marcha em ambiente de selva, os integrantes da patrulha localizaram o marco de fronteira que identifica o ponto mais ao norte do Brasil.

Na região do Monte Caburaí, os militares do 6º PEF prepararam um local para pouso de helicópteros, permitindo que uma aeronave do 4º Batalhão de Aviação do Exército realizasse a exfiltração aeromóvel da tropa, manobra acompanhada pelo General de Brigada Fructuoso, Comandante da 1ª Bda Inf Sl, e pelo Tenente-Coronel Luis Antônio, Comandante do C Fron RR/7º BIS.

A 1ª Bda Inf Sl tem como missão principal atuar na defesa da Pátria em sua área de responsabilidade. As patrulhas de REFRON inserem-se nesse contexto, possibilitando a constante presença do soldado brasileiro em qualquer parte do território nacional.

Batalhão de Infantaria de Selva promove Estágio de Operações na Selva


No período de sete a 18 de fevereiro, o Comando de Fronteira Acre / 4º Batalhão de Infantaria de Selva (Cmdo Fron Acre/ 4º BIS) promoveu um Estágio de Operações na Selva (EOSl) para a 1ª Companhia de Fuzileiros de Selva (1ª Cia Fuz Sl), subunidade de pronto emprego do Batalhão.

A atividade foi realizada em duas fases: fase técnica, realizada na sede da Unidade em Rio Branco; e Fase de Operações, desenvolvida no 3º Pelotão Especial de Fronteira (3º PEF), em Plácido de Castro - AC.



Durante a 1ª Fase, foram ministradas instruções teóricas e práticas, voltadas para a preparação dos integrantes da 1ª Cia Fuz Sl para o emprego nas operações durante o ano, tais como: normas de conduta para emprego da tropa do Comando Militar da Amazônia, operações em ambiente de selva, técnicas fluviais, posto de bloqueio e controle de vias, primeiros socorros, comunicações e ocupação de base de patrulha.



Na 2ª Fase, os militares realizaram o Tiro de Instrução Avançado de fuzil e pistola e, ainda, operações no ambiente de selva, tais como: ocupação de uma base de pelotão, patrulha de reconhecimento e de combate.


VEJA MAIS