COBERTURA ESPECIAL - Força Blindada - Terrestre

18 de Outubro, 2021 - 01:00 ( Brasília )

VBC-CAV: A disputa global pelo projeto do novo blindado do Exército Brasileiro

O Programa do Exército Brasileiro Viatura Blindada de Combate - Cavalaria (VBC-Cav) busca adquirir entre 98 e 221 veículos

 

Veja.com
Editado e atualizado
Redação DefesaNet
Clique para expandir as imagens


 
O Exército deve concluir a concorrência e divulgar o vencedor da disputa que marca a elaboração do projeto do Veículo Blindado de Combate de Cavalaria, um blindado sobre rodas 8×8 com um canhão de 105 ou 120 milímetros. após cinquena aanos em serviço oo Exército procura um substituto ao nacional EE-9 Cascavel da ex ENGESA.



O ENGESA Cascavel EE-9 disparando o canhão de 90mm Foto CMS

Como um dos principais projetos do Exército, a previsão é que os primeiros dois veículos deverão desfilar na cerimônia dos 200 Anos da Independência, em 7 de Setembro de 2022. Fontes da caserna afirmam que o Exército tem feito visitas aos principais concorrentes.

Na semana passada uma delegação da Diretoria de Material do Comando Logístico esteve nos Emirados Árabes para conhecer o Wahash, proposto pelas empresas Calidus e Ares. Círculos do Ministério da Defesa e do Planalto apoiam veem com bons olhos esta opção. O veículo de design futurista ainda está em fase de testes, mas perdeu a concorrência para ser produzido no próprio país.



Versão de transsporte de Tropas do WAHASH apresentado na IDEX 2019 Foto - WEB

A Calidus tem a situação do rompimento do contrato do desenvolvimento da aeronave B-250, uma versão aimiar ao EMBRAER SuperTucano, que levou à falência empresas de São José dos Campos.

O consórcio ARTEC (Rheinmetall-KMW) da Alemanha oferece o Boxer, um veículo de transporte pesado adaptado para combate e usado pelos exércitos da Alemanha, Inglaterra e Austrália. Porém nenhum destes exércitos tem aversão equipada com torre com canhão de 105/120 mm.  O Boxer é tem uma platafoma modular que permite o rápido desenvolvimento de versões. Os carros de combate Leopard 1A5Br do Exército Brasileiro são da KMW, que tem uma instalação para apoio logístico, em Santa Maria /RS.




Versões que podem ser desenvolvidas a partir da plataforma do BOXER. Arte @nicholadrummond

Os chineses da Norinco, vem há meses pressionando o governo para seu veículo ST-1, um modelo de exportação do blindado de reconhecimento do Exército Chinês. O pacote financeiro oferecido pelos chineses é apetitoso. Para ser avaliado a qualidade e resistência do produto, além de que alinhamento estratégico e geopolítico estaria vinculada a esta aquisição.



O St-1 da chinesa NORINCO, ccom canhão de 105mm Foto - Via Veja.com

Fortes na disputa, ainda estão o LAV-700, da empresa General Dynamics do Canadá, que oferece uma versão do blindado desenvolvida para a Guarda Nacional da Arábia Saudita.(foto na capa)

Os Finlandeses da Patria e turcos da Otokar também disputam o negócio.

Um dos favoritos é o Centauro 2, do Consorcio italiano IVECO-LEONARDO, que já tem fábrica de veículos blindados instalada no Brasil. O veículo possui o canhão mais potente (120 mm alma lisa), entre os competidores, e foi adquirido pelo Exército Italiano e as primeiras unidas estão sendo entregues. É considerado para substituir os blindados de combate M1128 Striker, que estão sendo desativados pelo Exército dos Estados Unidos.



Centauro 2 com canhão de 120mm alma lisa - Foto CIO IVECO-LEONARDO

O projeto VBC-Cav busca adquirir entre 98 e 221 veículos. “Depois de muitos anos sem investimentos, comprando apenas veículos antigos já desativados por outros países, o Exército Brasileiro vai resgatar seu orgulho ao se equipar com blindados modernos e capazes de dissuadir qualquer ameaça ao nosso território”, diz uma fonte da caserna.


Matéria Relacionada

VBC Cav – A necessidade de uma escolha sábia, segura e no tempo certo (agora)


 


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Doutrina Militar

Doutrina Militar

Última atualização 01 DEZ, 06:00

MAIS LIDAS

Força Blindada