COBERTURA ESPECIAL - Modernização FAB - Aviação

17 de Dezembro, 2020 - 19:30 ( Brasília )

LINK-BR2 - A Capacidade de Comando e Controle no Século 21

Caças F-5 testam na Ala 3 marco no desenvolvimento tecnológico nacional, projeto abre portas para a tão projetada interoperabilidade nas Forças Armadas Brasileiras

 

Nota DefesaNet

Matéria em inglês 

The LINK-BR2 Flies Link

 

O Editor


O Comandante da Aeronáutica Tenente-Brigadeiro-do-Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, acompanhado pelo Chefe de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa, Almirante-de-Esquadra Petronio Augusto Siqueira de Aguiar, participou na quarta-feira (16DEZ2020), na ALA 3 em Canoas-RS, da primeira apresentação do Sistema de Enlace de Dados Táticos da Força Aérea Brasileira, o LINK-BR2




O Comandante da Aeronáutica, TB Bermudez e o Comandante de Operações Aeroespaciais TB Domingues são recepcionados pelo Presidente da AEL Sistemas, Gal Lazar.

No evento, aviões de caça F-5M do Esquadrão Pampa trocaram informações de combate em pleno voo e enviaram informações para uma estação de controle em terra.

A tecnologia conhecida como Data Link é restrita a poucos países e fundamental para as operações de guerra moderna. O LINK-BR2 está sendo desenvolvido por engenheiros brasileiros na empresa AEL Sistemas, em Porto Alegre.

Esse sistema poderá ser integrado a outro projeto de grande importância para a Defesa Nacional, que é o Rádio Definido por Software do Ministério da Defesa (RDS-Defesa), programa este liderado pelo Centro Tecnológico do Exército (CTEx).

Comitiva da FAB e do MD visitam a linha de produção da AEL Sistemas. A empresa é uma das únicas da América do Sul certificada à produção de placas eletrônicas e componentes para aplicação militar e espacial.


O LINK-BR2 e o RDS-Defesa são os mais importantes projetos de interoperabilidade conduzidos pelas Forças Armadas e o Ministério da Defesa e devem promover a capacidade de integração entre Marinha, Exército e Aeronáutica numa rede de comunicação segura via rádio, além de permitir a troca de informações táticas provenientes de diversos sensores.

Com a sinergia dos projetos LINK-BR2 e o RDS-Defesa, o Brasil desponta como um dos poucos países no mundo capazes de desenvolver  tecnologias críticas de Comando e Controle necessárias à operação em ambiente de Guerra Centrada em Redes.

O presidente da AEL Sistemas, Gal Lazar comemorou o marco histórico do projeto. “Hoje foi o primero voo que demonstrou capacidades operacionais do projeto estratégico LINK-BR2, conduzido pela FAB/COPAC e liderado pela AEL sistemas. Trata-se de um Sistema de Sistemas que implementa um Data Link no estado-da-arte que eleva substancialmente as capacidades operacionais da FAB e evidencia o alto nível de conhecimento técnico da nossa empresa. O voo do Sistema LINK-BR2 reforça a posição da AEL Sistemas, que juntamente com o Programa RDS-Defesa, se coloca como desenvolvedora e fornecedora de sistemas avançados de comunicação para as Forças Armadas Brasileiras.”

O Link-BR2 é um projeto da Força Aérea Brasileira, gerenciado pela Comissão Organizadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC) que visa o estabelecimento de um Data Link tático para tráfego de informações em tempo real entre aeronaves e estações de solo.




Arte mostrando a interação das plataformas da FAB em tempo real (nota algumas não são adotadas pela FAB)  . 


O programa contempla a instalação em aeronaves F-5M, além de estações de planejamento, comando e controle de missão. Já é prevista a integração do Sistema Link-BR2 no caça F-39 Gripen da Força Aérea Brasileira, o que vai maximizar suas capacidades de operação e de combate, permitindo operações de pacote e em forças de coalizão, proporcionando o compartilhamento de informações de radares, troca de mensagens, vídeos entre aeronaves e equipes de solo, integrando a comunicação completa entre os caças F-39 Gripen, F-5M, A-1M e A-29, os aviões de comando, controle e alerta aéreo antecipado E-99 e os centros de comando e controle em terra e no mar.

O Link-BR2 tem como contratante principal a AEL Sistemas, que conta com mais duas empresas Brasileiras trabalhando como subcontratadas: Aeromot, na parte de modificações estruturais nas plataformas e a Kryptus, na parte de segurança.
 
O RDS-Defesa é um projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P & D), coordenado pelo Ministério da Defesa e conduzido pelo Centro Tecnológico do Exército (CTEX), que busca empregar a tecnologia de rádios definidos por software para as comunicações militares no Brasil. O objetivo maior do projeto é promover a interoperabilidade nas comunicações rádio das Forças Armadas do Brasil com uma família de rádios táticos nacionais. Ele utiliza arquitetura de software SCA (Software Communication Architecture), que possibilita o desenvolvimento de formas de onda independentes da infraestrutura de hardware adotada. A forma de onda (software) está sendo desenvolvida pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD).

Em execução desde 2013 pelo CTEX, o projeto entrou em  uma nova fase, quando a empresa AEL Sistemas foi contratada para o desenvolvimento e fornecimento de 16 protótipos do RDS Veicular. Assinado em primeiro de dezembro, o novo contrato terá 18 meses de duração e tem por objetivo a entrega de um produto capaz de ser certificado para emprego operacional pelas Forças Armadas, finalizando a etapa de P & D do projeto e habilitando um rádio militar nacional com alto valor agregado, cuja propriedade intelectual pertence ao Exército Brasileiro.



Engenheiro da AEL Sistemas apresenta o projeto RDS-Defesa para o Chefe de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa, Almirante-de-Esquadra Petronio Aguiar. Oficiais do Centro Tecnológico do Exército participam do desenvolvimento do rádio definido por software






Matérias Relacionadas


LINK-BR2 - A Capacidade de Comando e Controle no Século 21
Caças F-5 testam na Ala 3 marco no desenvolvimento tecnológico nacional, projeto abre portas para a tão projetada interoperabilidade nas Forças Armadas Brasileiras
DefesaNet Dezembro 2020 Link


Link-BR2 - FAB realiza Campanha de Ensaio em Voo embarcado no F-5M
Sistema permitirá a comunicação, em tempo real, entre vetores aéreos e estações de Comando e Controle
FAB Dezembro 2020 Link

FAB inicia atividades preparatórias para Campanha de Ensaio em Voo do Projeto Link-BR2
Sistema que permitirá integração de Enlace de Dados Táticos, com comunicação em tempo real entre aeronaves, está em fase de desenvolvimento
FAB Dezembro 2020 Link


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Prosub

Prosub

Última atualização 27 NOV, 12:00

MAIS LIDAS

Modernização FAB

5
04 NOV, 09:09

Por trás da caixa preta