COBERTURA ESPECIAL - Embraer - Aviação

17 de Dezembro, 2021 - 08:08 ( Brasília )

Embraer defende critérios sustentáveis para distribuição de slots em audiência pública da Anac


A Embraer participou hoje da audiência pública da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que discutiu a nova regra de distribuição de autorizações para operação de slots em aeroportos congestionados, como o de Congonhas, em São Paulo.

Na ocasião, a empresa defendeu o uso de aeronaves mais sustentáveis como critério. Para a companhia, é importante que esse tema seja discutido com o objetivo de, principalmente, auxiliar o país na construção de uma aviação mais sustentável, além de dar suporte ao desenvolvimento da aviação regional brasileira.

Durante a audiência, a companhia destacou que a nova regra de distribuição dos slots deveria considerar aeronaves menores, mais eficientes e mais silenciosas, que emitem menos dióxido de carbono (CO2) na atmosfera.

A companhia defendeu, ainda, os impactos positivos deste incentivo à aviação regional, como o desenvolvimento econômico das diversas cidades que atualmente não são atendidas por voos regulares.

A consulta pública da Anac ofereceu hoje o espaço para mostrarmos à sociedade que é possível aplicar um modelo mais sustentável e eficiente de aviação. O compromisso com uma aviação sustentável tem sido reforçado pelos órgãos mundiais do setor e é importante que o Brasil considere dois princípios básicos nesta discussão: a sustentabilidade e o desenvolvimento socioeconômico regional do nosso País”, afirma Rodrigo Souza e Silva, vice-presidente de Inteligência de Mercado de Aviação Comercial da Embraer.

Nossa proposta visa diminuir a emissão de carbono como um todo e de ruídos para as comunidades ao redor dos aeroportos. Além disso, incentiva a ampliação do número de cidades atendidas”.

A Embraer ter um histórico reconhecido de investimento em pesquisa e desenvolvimento com foco em sustentabilidade. A empresa certificou, em 2004, o avião agrícola EMB 202 Ipanema como o primeiro do mundo movido a etanol a ser produzido em série e, em 2006, foi a primeira da indústria aeronáutica a receber a certificação ISO14001.

Além disso, realiza há mais de uma década testes utilizando SAF (Sustainable Aviation Fuel, em inglês, ou Combustível de Aviação Sustentável) em seus jatos comerciais e executivos. Recentemente, a Embraer anunciou uma parceria com o fabricante de motores Pratt & Whitney para iniciar testes em voo para certificar o uso de 100% de SAF em suas aeronaves.

Este ano, a empresa realizou o primeiro voo do seu avião demonstrador com propulsão 100% elétrica e divulgou a Energia Family, série de quatro conceitos de aeronaves com baixa ou zero emissão.

Além do uso de SAF e das pesquisas com aeronaves elétricas, a Embraer está desenvolvendo, por meio da Eve Urban Air Mobility, o eVTOLs, veículo 100% elétrico de pouso e decolagem vertical, zero emissão e baixo nível de ruído. O eVTOL está previsto para entrar em operação a partir de 2026.


VEJA MAIS