COBERTURA ESPECIAL - Embraer - Aviação

20 de Dezembro, 2019 - 10:00 ( Brasília )

Embraer e Força Aérea Brasileira estudam desenvolvimento conjunto de nova aeronave leve de transporte militar

Força Aérea participará de desenvolvimento conceitual de novo vetor de transporte leve


FAB apoia Embraer no desenvolvimento conceitual de nova aeronave

 

Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Felipe Bueno
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Tenente-Coronel Santana

 
O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, recebeu, nesta quinta-feira (19/12), o Presidente da Embraer Defesa e Segurança, Jackson Schneider, para celebrar um Memorando de Entendimentos com o objetivo de formalizar a intenção da Embraer em desenvolver uma aeronave leve para transporte de carga e passageiros, contando com a contribuição da Força Aérea Brasileira (FAB) no que tange ao compartilhamento de expertises e necessidades militares globais para aeronaves dessa classe.

De acordo com o Tenente-Brigadeiro Bermudez, a contribuição da FAB no projeto será na área de desenvolvimento conceitual. "O objetivo desse memorando foi formalizar a intenção da Embraer em desenvolver uma aeronave leve para transporte de carga e pessoal. Esse projeto conta com a participação da Força Aérea no que tange, principalmente, ao compartilhamento de expertises, do que nós já desenvolvemos em parceria, em atendimento às necessidades operacionais da Força Aérea", afirmou.

Também estiveram presentes na ocasião o Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira, o Vice-Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Heraldo Luiz Rodrigues, o Chefe da Sexta Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Sérgio Roberto de Almeida e o Chefe do Gabinete do Comandante da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Pedro Luís Farcic.



O Presidente da Embraer Defesa e Segurança falou sobre o projeto a ser desenvolvido em cooperação com a FAB. "É mais um passo nessa longa história de relacionamento fraterno entre a FAB e a Embraer, que nasceu dentro da FAB e continua extremamente ligada à FAB. Essa assinatura de hoje é extremamente importante para a Embraer", disse.

Voltado para servir localidades remotas com pistas curtas, estreitas e não pavimentadas, o novo vetor levará em consideração diversas necessidades operacionais, como transporte de carga e pessoal em áreas de selva, alcance a principais aeroportos da América do Sul, lançamento de paraquedistas, extração de pallets e transporte de enfermos. Algumas características da aeronave são a capacidade de decolar com carga máxima útil de ao menos 3 mil quilos, a partir de uma pista de até 1,2 mil metros, e operar em ambiente amazônico.

A aeronave é conceitualmente híbrida incorporando motores de características turboélice e elétricos, deve ser resistente, econômico e vanguarda tecnológica.
Um dos conceitos a serem implantados no desenvolvimento da aeronave é o da sustentabilidade, como explica o Tenente-Brigadeiro Amaral. "Será um produto moderno, disruptivo, uma vez que se pretende utilizar dessas tecnologias de sustentabilidade, que hoje estão tão em voga, trabalharmos com o meio ambiente. Uma aeronave que atenda a operação nesses diversos ambientes que temos no nosso país, desde pistas não preparadas até pistas totalmente equipadas."



 

Nota da EMBRAER

Embraer e Força Aérea Brasileira estudam desenvolvimento conjunto de nova aeronave leve de transporte militar


Brasília, 19 de dezembro de 2019 – A Embraer e a Força Aérea Brasileira (FAB) assinaram hoje um memorando de entendimento que permite viabilizar o estudo de um potencial desenvolvimento para uma nova aeronave leve de transporte militar.
O estudo busca identificar alternativas e soluções para atender às necessidades operacionais da FAB, especialmente na região Amazônica, em pistas extremamente curtas, estreitas, não pavimentadas, desprovidas de infraestrutura e em localidades remotas.

Utilizando-se do alto grau de inovação e competência tecnológica da Embraer, o estudo buscará também explorar alternativas na aplicação de novas tecnologias que trarão respostas ainda mais eficientes às demandas extremas da FAB, como diferentes arquiteturas de sistemas, soluções inovadoras de plataforma, propulsão hibrida-elétrica, entre outras.

A FAB, que recebeu em 2019 as primeiras unidades do moderno KC-390 Millennium, avião de transporte militar tático multimissão, busca com este estudo complementar e modernizar sua capacidade de transporte nos segmentos inferiores, visando atender de forma abrangente e completa as necessidades do país.

Baseado no forte histórico de cooperação que une a capacidade de execução com excelência da Embraer e a elaboração de requisitos inovadores e de alto desempenho da FAB, o estudo buscará cobrir também o atendimento às demandas atuais do mercado global.

Pelo acordo firmado, a Embraer realizará os estudos de mercado para desenvolvimento da nova aeronave enquanto a FAB compartilhará a vasta experiência que possui na operação de aviões nesse segmento.

“Estamos certos de que a experiência da Força Aérea Brasileira nos ajudará a estabelecer os requisitos mais adequados para esse estudo, resultando em um avião extremamente capaz”, disse Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

“A Embraer está mais do que à altura do desafio. Nosso mais novo produto, o avião de transporte multimissão C-390 Millennium, está entrando em operação e esse novo projeto será de grande importância para manter e aprimorar as capacidades de engenharia e tecnologia da Embraer para atender às desafiadoras demandas da FAB e de seus demais clientes em todo o mundo”.

“O objetivo desse memorando foi formalizar a intenção da Embraer em desenvolver uma aeronave leve para transporte de carga e pessoal. Esse projeto conta com a participação da Força Aérea no que tange, principalmente, ao compartilhamento de expertises, do que nós já desenvolvemos em parceria, em atendimento às necessidades operacionais da Força Aérea”, disse o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar, Antonio Carlos Moretti Bermudez.
 



Matérias Relativas

Embraer e WEG firmam acordo de cooperação tecnológica em sistema de propulsão aeronáutica elétrica DefesaNet Junho 2019 LInk

EMBRAER - WEG - Discurso de Manfred Peter Johann - Dietor Superitendente da WEG junho 2019 DefesaNet Link


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Fronteiras

Fronteiras

Última atualização 27 OUT, 12:12

MAIS LIDAS

Embraer