COBERTURA ESPECIAL - Ecos - Guerras, Conflitos, Ações - Terrestre

22 de Novembro, 2021 - 14:30 ( Brasília )

Homenagem ao Coronel Amerino Raposo Filho



Cel Art AMERINO RAPOSO FILHO
Veterano da FEB

20 jan 1922 – 20 nov 2021
Comandou o Ultimo Tiro da Artilharia Brasileira na 2ª. Guerra Mundial


 

Israel Blajberg


No quartel de Barueri –SP os estandartes das baterias tremulam ao vento frio que sopra na manhã de Barueri, a chuva tendo amainado justamente ao iniciar-se a cerimonia. Do seu nicho à entrada do quartel, Santa Bárbara protege os Artilheiros, e por seus desígnios a festa se desenvolverá em tempo seco. 29 de abril de 1945. Eram exatamente 0145 quando foi lançado contra o inimigo nazista o ultimo tiro disparado pela artilharia brasileira na Itália. A Vitória chegava para a democracia.

Uma pesada barragem contra as tropas alemãs encerrou assim a resposta às agressões sofridas pelo Brasil. No pátio, apresta-se a 2ª. Bateria. O Coronel Amerino Raposo, descendente remoto do cristão-novo Raposo Tavares mais uma vez comparecia, para comandar a Linha de Fogo como o fizera em 1945, e com emoção transmite vibrante saudação aos jovens formados à sua frente.

Momento de glória das armas nacionais, quando a Artilharia foi empregada contra a tropa alemã em movimento para o Norte, que entraria para a História Militar Brasileira como a manobra de Collecchio – Fornovo di Taro que culminou na captura da 148ª Divisão de Infantaria alemã, e da Divisão Bersaglieri Itália, fazendo mais de 16 mil prisioneiros, sendo 2 generais, Otto Freter Pico e Mario Carloni. A Poderosa Artilharia faz estremecer os ares em Barueri. A fumaça branca se dispersa levada pelo vento. A solenidade vai terminando.

Os convidados visitam o bem cuidado museu. Junto com outros troféus, a bandeira com a malfadada suástica. O belíssimo Monumento merece sempre grandes atenções, pela beleza singela e nobre significado, contendo os nomes dos nossos Heróis. A seu lado o nicho de Santa Barbara acolhe os fieis, artilheiros a quem a Santa protege.

O Bravo Cel Raposo nao mais comparecerá ao quartel de Barueri. Com sua passagem para a Eternidade, foi-se o último veterano do III GO 105 da FEB, a unir-se a tantos outros Veteranos. No Jardim do Eden lhe aguarda o saudoso Gen Geraldo NERY, ex-cmt do Grupo e idealizador do Monumento aos Artilheiros da FEB instalado em seu Comando. Cel Raposo cumpriu seu dever, honrando a memória da nossa gente. Simplesmente foi um Soldado – do Exercito de Caxias – da Artilharia de Mallet, a bradar o eterno e sagrado comando, que ecoou em Tuiuti, Fornovo di Taro, e se repete eternamente em Barueri:

 

Peça, Fogo !!!
Peça Atirou !!!
“ Ma Force d’en Haut “
Minha Força vem do Alto
Brasão d’Armas do Marechal Mallet
Patrono da Artilharia Brasileira
Mallet !



 


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Doutrina Militar

Doutrina Militar

Última atualização 01 DEZ, 09:00

MAIS LIDAS

Ecos - Guerras, Conflitos, Ações