COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

15 de Junho, 2022 - 10:10 ( Brasília )

Exército finaliza exercício integrado na fronteira Oeste


Movimentações simultâneas no céu e na terra marcaram o exercício de simulação de neutralização de força oponente. Assim foi a ação final da Operação Serra do Pantanal, parte do Programa de Adestramento Avançado da 18ª Brigada de Infantaria de Pantanal, organizado pelo Centro de Coordenação de Operações do Comando Militar do Oeste (CMO).

Durante duas semanas de intensos treinamentos, militares empregaram diversas técnicas especiais como operações de defesa química, biológica, radiológica e nuclear, apoio a informação, operações aerotransportadas, progressão em ambiente urbano, atirador de elite e técnicas aeromóveis.

A Operação Serra do Pantanal foi realizada na área do 47º Batalhão de Infantaria, nas regiões de Coxim e Pedro Gomes-MS, de 29 de maio a 12 de junho. Durante a operação, foi desdobrada uma base logística terrestre e houve uma experimentação doutrinária de Companhias Avançadas do 9º Batalhão de Suprimento e do 18º Batalhão de Transporte.

“O ponto alto do nosso exercício foi a integração perfeita entre os diversos módulos. Tivemos desde Forças Especiais, Guerra Eletrônica, Inteligência, Cavalaria, Artilharia, Infantaria, todos os módulos trabalhando de forma muito bem sincronizada. Isso aumenta a capacidade, aumenta o poder de combate do Comando Militar do Oeste”, destacou o Comandante Militar do Oeste, General de Exército Anisio David de Oliveira Junior.



Para o Chefe do Centro de Coordenações de Operações do CMO, General de Brigada Valério Luiz Lange, foi um grande esforço coordenado para cumprir a missão de Defesa e Preservação da Fronteira Oeste. “Foram diversos Comandos de Área e várias tropas especiais reunidas em um exercício completo, dinâmico e fundamental para o preparo da nossa tropa”, reforçou.

Para o 3º Sargento Gerônimo Moreira, foi uma oportunidade singular. “Tivemos a oportunidade de atuar com diferentes tropas e o Comando de Operações Especiais ainda complementou nosso conhecimento. Eu saio daqui com mais força de vontade, entusiasmo e muito profissionalismo”, afirmou o sargento.

Já o 3º Sargento Luan Biondo da Silva enfatizou a oportunidade de disseminar os conhecimentos adquiridos. “Foi uma experiência muito grande que a gente vai levar lá para dentro do nosso Regimento e repassar o máximo para o restante da tropa”, afirmou. Ao final da operação, o Cabo Leonardo de Andrade Leite, um dos mil militares que integraram as tropas da Operação Serra do Pantanal, enalteceu o realismo do exercício e a sua contribuição para a formação do combatente. “Me senti em uma missão real, e agora estou mais seguro para atuar, caso seja preciso”, finalizou.

Esse grande exercício integrador do Comando Militar do Oeste contou com a presença de tropas de Corumbá, Coxim, Porto Murtinho, Bela Vista, Aquidauana, Rondonópolis e Campo Grande, além do Comando de Operações Especiais, sediado em Goiânia-GO.


Fonte: Comando Militar do Oeste

VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Relatório Otálvora

Relatório Otálvora

Última atualização 02 JUL, 14:20

MAIS LIDAS

Doutrina Militar