COBERTURA ESPECIAL - Doutrina Militar - Terrestre

12 de Novembro, 2020 - 14:14 ( Brasília )

30º Aniversário do Comando de Operações Terrestres - COTER

Mensagem pelos 30 anos do COTER


30º Aniversário do COTER



Há trinta anos o Exército Brasileiro criava o Comando de Operações Terrestres, órgão essencialmente operacional destinado a coordenar a atividade-fim da Instituição e a razão de ser de sua existência, isto é, o seu Preparo e o seu Emprego.

Desde então, no cumprimento de suas missões e no natural ajuste à evolução da conjuntura no decorrer desses 30 anos, o COTER tem modificado a sua estrutura.

Quando de sua criação, possuía apenas duas subchefias, uma para cuidar do Preparo e a outra do Emprego da Força.

Em 2005, foi criada a 3ª Subchefia destinada a coordenar o emprego da Aviação do Exército, das Operações de Paz e, também, assumir o encargo relativo à já existente Inspetoria-Geral das Polícias Militares.

Em 2013, o Exército, compreendendo a relevância e necessidade de proporcionar ao seu Comandante adequada consciência situacional sobre as crescentes e multifacetadas informações voltadas às operações militares, criou a 4ª Subchefia, encarregada de integrar dados e conhecimentos de diversas origens, tais como guerra eletrônica, inteligência operacional, defesa cibernética, comunicação social, operações psicológicas e assuntos civis, dentre outras, processando o emprego de dados obtidos dessa miríade de fontes em benefício das operações.

Em 2015, aconteceu uma nova etapa na evolução do COTER, sendo acrescentado ao seu rol de responsabilidades a formulação da doutrina no nível tático, incorporando o Centro de Doutrina do Exército. Essa nova missão aproximou o COTER dos Comandos Militares de Área e dos Órgãos de Direção Setorial, que são diretamente interessados e colaboradores na produção da Doutrina Militar Terrestre.

Em 2016, consonante com o Objetivo Estratégico do Exército Nr 5, o COTER deixou de ser um Órgão de Direção Setorial, para ser destacado como um Órgão de Direção Operacional.

Em 2018, fruto de uma nova reconfiguração do COTER, a 4ª Subchefia foi desativada e suas missões incorporadas à 2ª Subchefia. Neste mesmo ano, as subchefias foram alçadas à condição de chefias, perdendo sua numeração ordinal e recebendo a denominação de suas respectivas missões.

Nos dias atuais, o COTER desenvolve como Órgão de Direção Operacional diversos projetos, dentre os quais, merece destaque o Sistema de Prontidão Operacional da Força Terrestre encarregado de planejar, coordenar e controlar, em estreita ligação com o Sistema de Preparo da Força Terrestre e os Comandos Militares de Área, o adestramento de  forças selecionadas – Forças de Prontidão, disponibilizando tropas com poder de combate, avaliadas e certificadas em sua capacitação operacional.




Além disso, coordena diariamente mais de 100 operações com emprego de mais de 30 mil homens, tendo como destaques a Operação Verde Brasil 2, a Operação COVID-19, Operação Pipa, Operação Acolhida e operações na faixa de fronteira.

O Preparo e o Emprego – atividade-fim da Força – constituem o principal Sistema do Exército, estabelecendo, pois, não só as referências como definindo as necessidades dos demais sistemas. Com essas palavras, o General Villas Bôas, em fevereiro de 2015, resumiu de forma ímpar a importância do COTER para o Exército Brasileiro.

Na descrição heráldica do distintivo do Comando de Operações Terrestres lê-se:

“Primeiro campo xadrezado de ouro e verde que representa o Exército em Ordem de Batalha. O ouro representa a força, e o verde, a vitória e a honra”.
Honra, Força e Vitória são virtudes que somente se alcançam através de muita dedicação, acentuada perseverança e irrestrito comprometimento. Estas são características inerentes desses profissionais que constituem o bem maior do COTER: seus oficiais, praças e servidores civis.

Nesses 30 anos de profícuos serviços ao Brasil, o COTER desfruta, no contexto do Exército Brasileiro, de elevado conceito e tem seu nome associado à competência e ao profissionalismo. Devemos isso à visão de futuro e à atuação responsável, proativa e profissional de uma geração de verdadeiros soldados, unidos pelo ideal de tornar o Exército cada vez mais ajustado à estatura do País ao qual serve.

A todos que deram sua parcela de contribuição para tornar o COTER o que ele é hoje para o Exército, o nosso muito obrigado.
 

Comando de Operações Terrestres
A vitória terrestre começa aqui!”


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Gripen F39E/F

Gripen F39E/F

Última atualização 24 NOV, 01:01

MAIS LIDAS

Doutrina Militar