COBERTURA ESPECIAL - Dossiê EMBRAER - Aviação

31 de Maio, 2022 - 09:00 ( Brasília )

Embraer antecipa meta ESG com compra de energia elétrica 100% renovável

Meta de 100% de energia renovável no Brasil foi antecipada de 2025 para 2024

A Embraer anunciou hoje que fechou contrato de compra de energia elétrica que assegura que 100% da eletricidade adquirida pela companhia no Brasil seja de fontes renováveis a partir de 2024.

Com esta ação, a Embraer antecipa em um ano o compromisso público anunciado pela empresa, previsto inicialmente para 2025. Com a aquisição do Certificado de Energia Renovável (CER) para 2024, a Embraer vai zerar as emissões de carbono “Escopo 2” no Brasil, passando a comprar toda a eletricidade utilizada de fontes solar e eólica, além de contribuir para o crescimento do mercado de energia renovável.

Em 2021, a Embraer consumiu cerca de 170.000 MWh globalmente, a maior parte deste consumo (67%) no Brasil. “Esta ação representa um novo marco para a empresa e reforça o compromisso da Embraer com as práticas ambientais, sociais e de governança (ESG) na transição para um modelo de negócio de baixo carbono”, afirmou Carlos Alberto Griner, Vice-Presidente de Pessoas, ESG e Comunicação da Embraer.

“ESG é um dos pilares do nosso plano estratégico e temos um programa amplo com diversas frentes e estamos buscando todas as oportunidades para acelerar a redução das nossas emissões de carbono”. Em agosto do ano passado, a Embraer anunciou metas ESG como parte de seu compromisso com um futuro sustentável.

As metas incluem operações neutras em carbono até 2040, 100% de utilização de energia renovável até 2025 no Brasil, que acaba de ser antecipada para 2024, e nas operações globais até 2030, além de maior adoção de combustível sustentável de aviação (SAF) e desenvolvimento de tecnologias e produtos de baixa ou zero emissão de carbono, como propulsão elétrica, híbrida, SAF e hidrogênio.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Relatório Otálvora

Relatório Otálvora

Última atualização 02 JUL, 14:20

MAIS LIDAS

Dossiê EMBRAER