13 de Agosto, 2020 - 12:12 ( Brasília )

Defesa

General Abrahão transmite o comando da 1ª Divisão de Exército ao General Kleber Nunes de Vasconcellos


Mariana Alvarenga


Esta quarta-feira (12) foi um dia de boas-vindas e despedidas na 1ª Divisão de Exército (1ª DE), Divisão Mascarenhas de Moraes, no Rio de Janeiro. O dia ensolarado reuniu autoridades, militares e familiares para a solenidade que marca a nova gestão na centenária Organização Militar, que já soma 112 anos.

A maior guarnição militar da América Latina despede-se do seu Comandante, o General William Georges Felippe Abrahão e celebra a nomeação do General Kleber Nunes de Vasconcelos. O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, participou da cerimônia, acompanhado do Ministro-Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos.

“O General Abrahão despede-se de uma carreira impecável. Exigia mais dele próprio do que dos seus subordinados: característica marcante de sua personalidade, que em muitos causava espanto. Sua lealdade à profissão é uma inspiração para os que ficam”, declarou o Ministro Fernando Azevedo, ao relembrar-se da história do General ao longo da carreira militar. Em um ato simbólico tradicional, os Comandantes receberam a espada que pertenceu ao Marechal Mascarenhas de Moraes, patrono da 1° DE.

O General Abrahão foi homenageado pelo General Vasconcelos: “Substituí-lo, para mim, é uma grande honra e um enorme desafio. Caminhamos juntos por 31 anos e pude identificar uma referência profissional e um exemplo a ser seguido”, expressou o novo comandante, em discurso dirigido ao General Abrahão. Ele o parabenizou pelo trabalho na 1ª DE, relembrando os momentos em comum na trajetória militar que tiveram juntos.

A esposa do General Abrahão, Andréia e a filha, Júlia, realizaram a inauguração do retrato na galeria dos ex- comandantes. “Foram muitas vitórias, muitas demonstrações de irmandade, algumas derrotas, mas todas agregaram um degrau de crescimento pessoal e profissional. Nossa turma pode não ser a melhor turma de formação, mas sempre foi marcada por ser muito coesa”, discursou o General.

Ele agradeceu aos Oficiais e Praças com quem conviveu, rememorando o que presenciou ao longo da vida profissional, as demonstrações de lealdade, confiança, dedicação e profissionalismo. “Todos me ensinaram muito, sobretudo que o exemplo arrasta, comprovado em todas as situações de risco vivenciadas, especialmente nos empregos reais”, enfatizou o General Abrahão.
 

O Comandante Militar do Leste, Comandante Júlio César de Arruda, fez a referência elogiosa ao General Abrahão. “Merece destaque a sua liderança, conduzindo a tropa pelo exemplo de sua conduta ilibada e exigindo de seus subordinados apenas uma parcela do que exigiu de si mesmo”, discursou. Ele exaltou a busca pela eficácia, o empenho e planejamentos e execuções de suas tarefas e missões.

Atendendo às restrições da pandemia da Covid-19, a cerimônia foi realizada com número restrito de pessoas, dentro do pátio da 1ª Divisão de Exército.