Exército e BNDES assinam contrato para estruturação de patrimônios nacionais da Defesa

Por Mariana Vicara

Brasília (DF) – O Exército Brasileiro e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) assinaram contratos que visam à estruturação e modelagem de dois projetos do Ministério da Defesa. Tratam-se do Museu Histórico do Exército Brasileiro e Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro (RJ), e o Zoobotânico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), em Manaus (AM). Os projetos são qualificados na carteira de investimentos prioritários do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do Governo Federal, conforme o Decreto 11.898/24. O ato foi firmado nesta terça-feira (9), em Brasília (DF), pelo Chefe do Estado-Maior do Exército, General de Exército Richard Fernandez Nunes, e pelo Diretor de Planejamento e Relacionamento Institucional do BNDES, Nelson Barbosa.

O objetivo é conservar e ampliar a eficiência dos serviços prestados à população, fomentando a cultura, o turismo e a consciência ambiental. Os ativos são patrimônios históricos do país e estão entre os pontos turísticos brasileiros mais visitados das respectivas regiões.

O BNDES é o condutor do processo de parceria com a iniciativa privada, desde a fase de estudos até a proposição de alternativas de concessão a serem adotadas. A partir de agora, o Banco tem até 36 meses para apresentar ao Exército um diagnóstico de cada ativo e, também, para elaborar propostas que permitam à Força uma melhor tomada de decisão.

Para Nelson Barbosa, a Defesa Nacional envolve outros entes. “É uma atividade de Estado, não só militar, mas também de inovação e de tecnologia. O BNDES é um parceiro das Forças Armadas para que o seu fortalecimento funcione para os objetivos de segurança e também para o desenvolvimento econômico e tecnológico”, disse.

A cerimônia contou, ainda, com a presença da Secretária-Geral Adjunta do MD, Cinara Wagner Fredo; da Diretora do Departamento de Organização e Legislação do MD, Erika Melissa Oliveira França Nassar; e do Chefe de Assessoria Especial da Secretaria Especial para o Programa de Parcerias e Investimentos da Casa Civil da Presidência da República, Cleyton Miranda Barros, bem como de outras autoridades da pasta, do Exército e do BNDES.

Conheça mais sobre os projetos:

Museu Histórico do Exército / Forte de Copacabana (MHEx/FC) – Faz parte do patrimônio histórico brasileiro, sendo hoje o terceiro ponto turístico mais visitado na cidade do Rio de Janeiro. Por meio dos estudos a serem desenvolvidos, espera-se que eventual parceiro privado possa readequar, financiar, operar, bem como conservar o MHEx/FC, de forma a transformá-lo em um espaço cultural moderno, ampliado, seguro, com acessibilidade, sustentável, inclusivo, contemplativo, atraente, interativo e que atenda às legislações brasileiras vigentes no campo da museologia e correlatos.

Zoobotânico (ZooCIGS) – Principal parceiro dos órgãos de proteção ambiental federais, estaduais e municipais, é a única área no Amazonas habilitada a acolher os animais apreendidos ou recuperados e que não podem retornar à natureza, por motivos de saúde, segurança ou adaptação. O Exército encarrega-se de acolher e cuidar dos animais, fornecendo alimentação, tratamento veterinário e bem-estar adequados. O ZooCIGS abrange uma área de 45.184,7 m², sendo 13.117 m² de área construída e o restante de mata nativa preservada. O objetivo é tornar o Zoobotânico um centro de referência em pesquisa, educação e conservação da fauna amazônica, além de oferecer uma experiência turística diferenciada aos visitantes.

Compartilhar:

Leia também

Inscreva-se na nossa newsletter