COBERTURA ESPECIAL - Crise - Geopolítica

26 de Agosto, 2019 - 13:00 ( Brasília )

Líder do Hezbollah chama drones israelenses em Beirute de movimento muito perigoso


O líder do Hezbollah, Sayyed Hassan Nasrallah, disse neste domingo que a queda de dois drones israelenses durante a noite nos subúrbios de Beirute, dominados pelo grupo apoiado pelo Irã, era um movimento muito perigoso.

Nasrallah, cujo grupo travou uma guerra de um mês com Israel em 2006, disse em um discurso televisionado: “O mais recente desenvolvimento israelense (é) muito, muito, muito perigoso”.

Não havia sinais de que os inimigos SE dirigissem a um conflito. Mas o primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, disse que os drones foram projetados para provocar tensões regionais.

No primeiro incidente desse tipo em mais de uma década, um drone caiu e o segundo explodiu perto do solo e causou alguns danos ao centro de mídia do Hezbollah nos subúrbios de Dahiyeh, disse uma autoridade do Hezbollah à Reuters.

“A nova agressão ... constitui uma ameaça à estabilidade regional e uma tentativa de empurrar a situação para uma tensão ainda maior”, afirmou Hariri em comunicado de seu escritório. Os militares israelenses não quiseram comentar.

O incidente ocorreu horas depois que os militares israelenses disseram que suas aeronaves atingiram as forças iranianas e milícias xiitas perto da capital síria, Damasco, que planejava lançar “drones assassinos” em Israel.

O monitor de guerra do Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse que dois membros do Hezbollah e um iraniano foram mortos nos ataques israelenses ao redor de Damasco.

 

Leia também:  

EXCLUSIVO – Brasil se retirará da UNIFIL [Link]



Outras coberturas especiais


Nuclear

Nuclear

Última atualização 21 SET, 17:57

MAIS LIDAS

Crise