COBERTURA ESPECIAL - Expansão Chinesa - Geopolítica

18 de Fevereiro, 2020 - 13:00 ( Brasília )

COVID-19 – China exercita operações militares no combate ao coronavirus

A China levantou um pouco da censura imposta nas ações do combate ao Covid-19


Redação DefesaNet
Fotos CHINAMIL e Vídeo CCTV

 

Na quarta missão de uma série de operações, a Força Aérea do Exército de Libertação do Povo Chinês (PLAAF) transportou na segunda-feira (17FEV2020), pessoal militar e suprimentos por aeronaves de transporte militar para Wuhan para ajudar a controlar o surto de Covid-19.

Essas missões provaram a capacidade de projeção estratégica da Força Aérea, disseram especialistas.

Um total de oito aeronaves de transporte, três Y-20, uma Il-76 e três Y-9, deixaram suas bases na China na segunda-feira de manhã, chegando a Shenyang, Zhanjiang, Lanzhou, Datong, Chengdu, Xangai e Xinjiang para carregar pessoal e suprimentos, antes de decolar novamente para chegar ao Aeroporto Internacional Tianhe, de Wuhan.

Em um curto período de 21 minutos, as oito aeronaves que decolaram de sete locais diferentes em toda a China pousaram em Wuhan.

O especialista militar Du Wenlong disse que isso exigi controle, coordenação e suporte muito precisos do tráfego aéreo, tornando-o uma tarefa desafiadora.

Embora isso possa não parecer tão significativo no combate à epidemia, ele terá um papel muito importante em uma guerra, disse um especialista militar que pediu para não ser identificado.

Isso significa que um grande número de soldados chineses, juntamente com armas e equipamentos pesados, como tanques e instalações antiaéreas, podem ser deslocados por via aérea em pouco tempo, em vez de ser transportado de maneira mais lenta, permitindo que eles formem capacidades de combate na linha de frente muito rapidamente.

A Força Aérea do PLA já havia despachado três Il-76 para Wuhan em 24 de janeiro e oito Il-76s em 2 de fevereiro, com 11 aeronaves de transporte compostas por Y-20s, Il-76s e Y-9s chegando na quinta-feira (13FEV2020).

Nas três missões anteriores, as aeronaves também pousaram em curto espaço períodos de tempo.

Na foto aeronaves Y-20, Il-76 e Y-9 da PLA Air Force no Aeroporto Internacional Tianhe, em Wuhan, na manhã de 13FEV2020 - Foto  Chinamil

Com apenas um intervalo de três dias desde a missão que integrou 11 aeronaves na quinta-feira, a missão desta segunda-feira (17FEV2020) mostrou a prontidão de combate da Força Aérea em suporte logístico, carregamento, comando, manutenção e vôo. Os vários aeródromos envolvidos também mostram as capacidades de suporte logístico muito altas.

Este é um exemplo das realizações da Força Aérea Chinesa na transformação em uma verdadeira força estratégica orientada para o combate.


 

Mais de 2.600 militares médicos são trasnportados à Wuhan para ajudar nos esforços de médicos e enfermeiras no virus mortal coronavirus. Os militares foram transportados por 11 aeronaves de transporte militares. Foi a primeira vez que a aeronave de transporte desenvolvido na China o Y-20 participou em uma operação não militar.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Pensando o Estado Nacional Brasileiro

Pensando o Estado Nacional Brasileiro

Última atualização 11 AGO, 14:10

MAIS LIDAS

Expansão Chinesa