COBERTURA ESPECIAL - Fuzileiros Navais - Naval

10 de Março, 2021 - 10:20 ( Brasília )

Cristo Redentor iluminado e atrações variadas marcam celebração dos 213 anos do Corpo de Fuzileiros Navais


Uma celebração em grande estilo: para marcar os 213 anos do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), a Marinha do Brasil (MB) preparou uma apresentação imperdível, que foi exibida em 5 de março, no canal oficial da Força no YouTube.

Em virtude do agravamento da atual situação pandêmica do estado do Rio de Janeiro, a cerimônia, que seria transmitida ao vivo, foi substituída por um evento gravado na noite do dia 4 de março. O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, presidiu a solenidade, que foi restrita a poucos convidados, em função das medidas de prevenção à Covid-19. “Na minha carreira militar, tive a oportunidade de trabalhar, ombrear e guerrear junto com os Fuzileiros Navais, em várias oportunidades.

E, como Ministro da Defesa, pude contar com essa tropa, da qual me sinto extremamente orgulhoso, em diversas ocasiões, como nas operações de derramamento de óleo, na Operação 'Verde Brasil' e na Operação 'Covid-19'. Parabéns aos Fuzileiros Navais, salve a Marinha do Brasil. Adsumus!”.

Também estiveram presentes na cerimônia o Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, e o Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, Almirante de Esquadra (FN) Paulo Martino Zuccaro, entre outras autoridades militares.



De acordo com o Almirante de Esquadra (FN) Zuccaro, apesar de todas as dificuldades que a pandemia da Covid-19 trouxe a nível global, o CFN conseguiu se reinventar e celebrar importantes conquistas em 2020.

“O Corpo de Fuzileiros Navais teve que se reinventar no último ano. Estamos participando ativamente das ações de enfrentamento à pandemia, apoiando a Marinha e a sociedade brasileira naquilo que nos é possível. Este é um ano de renovação, de esperança por dias melhores no futuro que virá”, revelou ele, que também falou sobre as expectativas para o futuro.

“Este ano, consolidamos o lançamento do Programa PROADSUMUS, iniciativa do Comandante da Marinha, que dará muitos frutos ao CFN. Também estamos redigindo a concepção estratégica de emprego do Corpo para torná-lo totalmente alinhado e compatível com o Plano Estratégico da Marinha 2040”.

O público pôde prestigiar de casa a apresentação, que teve como palco a histórica Fortaleza de São José (FSJ), construída em 1736, na Ilha das Cobras, recanto privilegiado da Baía da Guanabara, na cidade do Rio de Janeiro. Em paralelo à apresentação na FSJ, um dos principais cartões-postais do Rio de Janeiro, o Cristo Redentor, foi iluminado, das 19h às 21h, em homenagem à data.



Atrações musicais, culturais e exibição de vídeos e projeção mapeadas foram intercaladas por narrativas para contar um pouco da história do Corpo de Fuzileiros Navais, que remonta ao dia 7 de março de 1808, quando aportava no Rio de Janeiro a Família Real Portuguesa e, fazendo sua guarda, a Brigada Real da Marinha – origem do CFN.

A tradicional Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais, caracterizada por formar figuras enquanto executa dobrados militares, foi uma das atrações da noite, assim como a Banda Sinfônica do CFN, que fez uma apresentação em grande estilo, trazendo um repertório variado.

Os 20 anos do ingresso da primeira mulher no Corpo de Fuzileiros Navais foi lembrado durante a cerimônia, que prestou uma homenagem às militares do CFN, inclusive à primeira aspirante da Escola Naval que optou pelo ingresso no Corpo. A ocasião marcou, ainda, a demonstração dos novos meios operativos da Força e do novo uniforme camuflado do CFN.



VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


lLeonardo

Última atualização 14 ABR, 20:50

MAIS LIDAS

Fuzileiros Navais