COBERTURA ESPECIAL - Brasil - EUA - Naval

25 de Maio, 2020 - 15:40 ( Brasília )

Oficial Fuzileiro Naval é eleito “Instrutor do Ano” pelo Exército americano


Após ser premiado, em janeiro, como “Instrutor do Ano” de 2019, no Instituto do Hemisfério Ocidental para Cooperação em Segurança - Western Hemisphere Institute for Security Cooperation (WHINSEC), nos Estados Unidos, o Capitão de Corveta (FN) Adelton Ferreira Dias foi eleito, no dia 12 de maio, “Instrutor do Ano” do U.S. Army Training and Doutrine Command (TRADOC). Participaram da disputa instrutores dos Estados Unidos, que representam 80% do total, além de outros 17 países, incluindo o Brasil.

A cerimônia de premiação está prevista para ser realizada em agosto, na Virgínia, nos Estados Unidos. A trajetória do Comandante Adelton como instrutor nos Estados Unidos teve início em 2018, quando foi designado chefe da Divisão de Táticas do WHINSEC, na Geórgia, EUA.

Ao longo de dois anos de comissão, esteve à frente de quatro cursos, dando aulas para alunos de 26 países do hemisfério ocidental. Alguns dos requisitos para ser instrutor incluem a realização de cursos obrigatórios, possuir 80 horas como instrutor assistente e passar por avaliações internas e externa.

Como instrutor certificado do instituto, o militar está apto para concorrer ao prêmio de Instrutor do Ano pelo TRADOC e para o programa de valorização de instrutor do Exército americano. “Tive a oportunidade de fazer mais dois cursos na área de ensino: o Evaluating Instructor Course e o Instructional Design Basic Course.

O primeiro me qualificou para ser avaliador de qualquer instrução no U.S. Army e o segundo a revisar Planos de Lição e apresentações de aulas”, ressaltou o Capitão de Corveta (FN) Adelton.



O prêmio

O prêmio “Instrutor do Ano” do U.S. Army TRADOC começa por uma avaliação interna a cargo de cada umas das 32 unidades de ensino, incluindo o WHINSEC, no qual, inicialmente, são reconhecidos os melhores de cada trimestre.

Os quatro instrutores do trimestre eleitos no ano são avaliados pelo grupo de comando do instituto e, dentre eles, um é escolhido para representar o instituto na competição do TRADOC dentre todas as unidades de ensino do Exército americano.

Ao receber a notícia de sua premiação, o Comandante Adelton revelou que teve a sensação de dever cumprido. “Poder dar continuidade ao trabalho bem-sucedido de meus antecessores é uma grande satisfação. A sensação é de missão cumprida por poder bem representar o Corpo de Fuzileiros Navais, a Marinha do Brasil e o Brasil”, destacou.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Dossiê EMBRAER

Dossiê EMBRAER

Última atualização 14 AGO, 15:00

MAIS LIDAS

Brasil - EUA