COBERTURA ESPECIAL - 100 Anos Blindados - Terrestre

01 de Abril, 2021 - 13:10 ( Brasília )

3 - O Pioneiro - RENAULT FT-17

Os detalhes do pequeno Renault FT-17, que com suas dimensões reduzidas, e um incrível motor de 30 HP foi o mais produzido e usado no mundo entre 1915-1930.19


OS 100 ANOS DOS BLINDADOS NO EXÉRCITO BRASILEIRO

O pioneiro Renault FT-17


Oriundo de um projeto de grande sucesso foi levado adiante por Louis Renault em colaboração com o General Jean-Baptiste Eugene Estienne, o Renault FT-17, designação que deriva da abreviatura de Char de Faible Tonnagge modelo do ano de 1917- (em tradução literal Tanque de Baixa Tonelagem). Leve e muito avançado para a época, o pequeno FT-17 era uma máquina extraordinária. Os testes com os protótipos começaram em abril de 1917, apenas cinco meses depois de seus desenhos ficarem prontos.

Possuíam uma blindagem em aço, com 22 mm de espessura, pesavam cerca de 6,5 toneladas e eram propelidos por um motor Renault de 4 cilindros, a gasolina, com potência de 39 hp, que lhes possibilitava atingir uma velocidade máxima de 7,5 km/h. Seu armamento ficava instalado em uma torre com giro independente em 360º. Sua guarnição era formada por dois tripulantes: o motorista e o comandante, que também desempenhava a função de atirador.

Além das versões de combate, o chassi contemplava uma família ampla, formada pelo carro projetor, unidade de telegrafia sem fio (rádio), tracionador de balão de observação, transportador de ponte, fumígeno e lança-chamas.

Seu batismo de fogo ocorreu em 31 de maio de 1918, na primeira guerra mundial, e o emprego em massa foi em 18 de julho do mesmo ano.

O FT-17 foi um modelo revolucionário pelas seguintes razões:

- Possuía uma torre com giro de 360º e duas opções: canhão Puteaux de 37 mm ou metralha dora Hotchkiss de 8 mm;

- Sua arquitetura de construção se torna uma referência entre os blindados: motor na traseira, torre no centro e sistema de direção à frente;

- O projeto contemplou, desde o início, uma diversificada família de modelos sobre o mesmo chassis.


Com a criação da Companhia de Carros de Assalto, em 26 de maio de 1921, sob o comando do Capitão José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, o Brasil tornou-se o pioneiro da arma blindada na América do Sul.

Com a criação da Companhia de Carros de Assalto, em 26 de maio de 1921, sob o comando do Capitão José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, o Brasil tornou-se o pioneiro da arma blindada na América do Sul.


 

 

 
Na imagem, podem ser vistas as viaturas Renault FT-17, com armamentos Hotchkiss e Puteaux dos franceses, adquiridas pelo EB e que chegaram ao Brasil em 1921.
 

 
 
Na fotografia acima, a primeira aparição da Companhia de Carros de Assalto, em 25 de agosto de 1922, no Campo de São Cristóvão, Rio de Janeiro.
 
O Exército Brasileiro adquiriu doze unidades em 1921: seis equipados com torre fundida (Berliet), armados com canhões Puteaux calibre 37mm, cinco equipados com torre octogonal rebitadada, armados com metralhadoras Hotchkiss calibre 7mm, e um modelo “TSF” (“Telegrafia Sem Fio”), sem torre giratória e destinado à comunicação com os escalões superiores.

Estes carros formaram a Companhia de Carros de Assalto, na Vila Militar, no Rio de Janeiro (então Distrito Federal), tornando o Brasil pioneiro no emprego da arma blindada na América do Sul. A Companhia era considerada uma tropa independente, adida à 1ª Divisão de Infantaria, e o ingresso nela era aberto a oficiais de todas as armas.

Em 3 de novembro de 1921, ocorreu o primeiro exercício de blindados em conjunto com a aviação militar na Vila Militar do Rio de Janeiro. Em 21 de janeiro de 1932, a companhia foi extinta, mas alguns blindados participaram da revolução de 1932 para proteção de pontes e para atacar ninhos de metralhadoras.

A companhia de Carros de Assalto foi organizada em quatro seções. Os FT-17 chegaram no Brasil pintados de marrom escuro, mas em 1925 foram pintados na cor verde oliva. Na traseira do carro estava pintado o emblema da unidade e o nome do carro.


Notas DefesaNet

1 - Dados técnicos Renault FT-17

 

Peso 6,5 t
Comprimento 5 m
Largura 1,74 m
Altura 2,14 m
Tripulação 2 (comandante-atirador, motorista)
Blindagem do veículo 22 mm
Armamento
primário
Canhão de 37 mm  ou metralhadora de 7,62 mm (0,30 in)
Motor Renault 4 cilíndros gasolina
39 hp
Peso/potência 6 hp/ton
Transmissão deslizante
Suspensão molas verticais
Passagem de
vau
0,7 m
Obstáculo vertical 2 m
Fosso 1,8 m
Alcance
Operacional
65 km
Velocidade 15 km/h
ss





Viatura Renault FT-17 restaurada e apresentada nos 90 anos dos blindados no Brasil, em Santa Maria/ RS Fotos Ricardo Fan DefesaNet


Restaurada a primeira viatura blindada do EB, um Renault FT 17 Link
06 Outubro 2011 DefesaNet




 
Foto icônica. Mostra as versões americanas do Renault US M1917 e o Anglo-americano Mark VIII. Não chegaram a entrar em combate na Europa, mas as Forças Americanas os retiveram até 1930. Observar o impacto do conceito Francês versus o Britânico. Foto Livro TANKS - 100 Years Evolutiuon Ricrad Ogorkiewicz 


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Vant

Vant

Última atualização 27 OUT, 16:16

MAIS LIDAS

100 Anos Blindados