COBERTURA ESPECIAL - BID BRASIL

21 de Maio, 2022 - 11:00 ( Brasília )

Ministro Paulo Sérgio destaca importância da indústria de defesa para a soberania nacional, durante feira do setor em SC


O Ministro da Defesa, Paulo Sergio Nogueira de Oliveira, participou, nesta quinta-feira (19), da abertura da 2ª SC Expo Defense que acontece em Florianópolis (SC). A iniciativa promove o fortalecimento da Base Industrial de Defesa (BID), estimula o ambiente de negócios e contribui para um contato mais próximo e de apresentação das temáticas à sociedade. 

Em 2021, com recorde histórico, o setor de Defesa superou 1,7 bilhão de dólares na comercialização de produtos para o exterior, cenário que vem consolidando a BID como importante vetor do desenvolvimento econômico e social brasileiro. Integrada por cerca de 1.140 empresas, a Base representa 4,78% do Produto Interno Bruto (PIB), gerando 2,9 milhões de empregos diretos e indiretos.

Soberania - Durante discurso, o Ministro assinalou os potenciais do Brasil para firmar a defesa, a soberania e a liberdade nacionais. “O País precisa manter capacidades de dissuasão compatíveis com a sua estatura política, econômica e social no concerto das nações, para ser capaz de preservar a sua soberania, defender o seu território, proteger os seus interesses e garantir o desenvolvimento, a paz e a liberdade para o seu Povo", frisou. 

O evento, coordenado pelo Comitê da Indústria de Defesa (COMDEFESA), em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) e o Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), reúne profissionais do segmento, autoridades civis e militares, representantes governamentais e academia. No estande do Ministério da Defesa, o público tem acesso às ações da Pasta, por intermédio da Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD), em favor da indústria nacional de defesa brasileira. 

A oportunidade, além de ampliar a integração das Forças Armadas com a indústria, centros de tecnologia e academia, promove a identificação e o desenvolvimento de tecnologias e projetos de interesse da Defesa.

As Forças Armadas movimentam diversas áreas da economia brasileira, como indústria, saúde, tecnologia, alimentos e equipamentos, entre outros. Nesse contexto, a aproximação entre empresas e representantes do setor é essencial para retomada da economia do País e para geração de novos postos de trabalho.

Por Viviane Oliveira
Fotos: Igor Soares


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


US RU OTAN

US RU OTAN

Última atualização 06 JUL, 11:50

MAIS LIDAS

BID BRASIL