COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Defesa

22 de Outubro, 2021 - 09:30 ( Brasília )

Novos negócios e oportunidades tecnológicas têm apoio de parcerias firmadas pela Defesa


O Ministério da Defesa (MD), por meio da Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD), celebrou parcerias com instituições que estimulam a Base Industrial de Defesa (BID) na área de Ciência, Tecnologia e Inovação (C,T&I). Foram oito protocolos de intenções mútuas, sem fins lucrativos, assinados, de maio a setembro, para fortalecer o desenvolvimento de negócios e de oportunidades tecnológicas.

Os mais recentes, firmados em 13 de setembro, envolveram a Associação Parque Tecnológico de São José dos Campos (APTSJC) e a Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos da Universidade de Brasília (FINATEC/UnB).

A parceria com a APTSJC contribuirá para o fortalecimento da base científica e tecnológica nacional, em prol da BID, visando a união de esforços dos partícipes para definir as formas de incentivo e para facilitar a integração com o MD. Já a parceria com a FINATEC/UnB prevê a aproximação das demandas tecnológicas estratégicas do País e a geração de negócios fomentados no ambiente acadêmico, fortalecendo a BID e a tripla hélice.

No mesmo mês, foram assinados quatro protocolos de intenções com as Federações das Indústrias dos Estados de Santa Catarina (FIESC), de Minas Gerais (FIEMG), do Rio de Janeiro (FIRJAN) e do Rio Grande do Sul (FIERGS). Esses documentos, também, contribuirão para fortalecer a base científica e tecnológica nacional, em prol da BID.

No dia 2, foi firmado o documento com a FIESC e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Departamento Regional de Santa Catarina (SENAI/SC). No dia 10, foram firmados os protocolos com as demais Federações. O primeiro foi com a FIEMG e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Departamento Regional de Minas Gerais (SENAI/DRMG).

O segundo envolveu o Serviço Social da Indústria – Departamento Regional do Rio de Janeiro (SESI/RJ) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Departamento Regional do Rio de Janeiro (SENAI/RJ). O terceiro contemplou a FIERGS e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Departamento Regional do Rio Grande do Sul (SENAI/RS).

Esses quatro protocolos visam a união de esforços dos partícipes para definir as formas de incentivo e para facilitar a integração com o MD. Assim, o elo entre Institutos de Ciência e Tecnologia, Indústria e Governo é fortalecido, ao tempo que fomenta parcerias tecnológicas e promoção de negócios, a partir do planejamento e da realização de visitas técnicas e de eventos nacionais e internacionais que divulguem produtos, pesquisas, serviços e empresas associadas, referentes à área de Defesa e de C,T&I e às suas interfaces com as demais políticas públicas e com a BID.

No primeiro semestre deste ano, em 5 de maio, foi firmada a primeira parceria de 2021. O protocolo de intenções foi assinado com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - Departamento Regional da Bahia – SENAI-BA, por intermédio do Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia, denominado SENAI-CIMATEC.

O documento contempla estudos e pesquisas de interesse mútuo, principalmente, sobre temas referentes às políticas nacionais de Defesa e de C,T&I, e as suas interfaces com demais políticas públicas e com a Indústria Nacional de Defesa.

Outra parceria, no dia 25 do mesmo mês, envolveu a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. Esse acordo possibilita maior envolvimento de empresas, em especial as da BID, no desenvolvimento de projetos de interesse da Defesa nas etapas de pesquisa, produção, distribuição e manutenção de produtos estratégicos de Defesa.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Doutrina Militar

Doutrina Militar

Última atualização 01 DEZ, 06:00

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa