COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Tecnologia

08 de Julho, 2020 - 23:00 ( Brasília )

SIMDE - SFPC promove curso de capacitação a operadores do setor de blindagem

O Sindicato Nacional das Indústrias de Material de Defesa (SIMDE) acaba de criar uma câmara setorial voltada às empresas blindadoras automotivas do Estado do Rio de Janeiro




O Sindicato Nacional das Indústrias de Material de Defesa (SIMDE) acaba de criar uma câmara setorial voltada às empresas blindadoras automotivas do Estado do Rio de Janeiro. Através da interlocução do Sindicato, agentes desse segmento iniciaram junto ao Comando Militar do Leste a sua primeira capacitação junto ao Setor de Fiscalização dos Produtos Controlados (SFPC) da 1ª Região. 

Há muito as indústrias blindadoras sentiam necessidade de uma maior interlocução com os órgãos regulatórios do Exército e encontraram no SIMDE o canal institucional para isso. “Trabalhamos numa área de extrema responsabilidade, que lida com a vida e a segurança das pessoas e é natural que haja o extremo cuidado dos órgãos regulatórios com a liberação de veículos blindados. Essa capacitação ajuda muito a nos adequarmos de forma correta aos rígidos critérios que a Legislação exige”, explica o presidente da Câmara Blindadora do SIMDE, Renato Reis.

O chefe do SFPC da 1ª Região, Coronel Fábio El-Amme Paranhos elogiou a iniciativa do Sindicato e contou que além de aspectos teóricos, sobre a legislação pertinente ao tema, a capacitação feita para os operadores das empresas blindadoras incluem aulas práticas supervisionados por técnicos do Exército. “Isso vai impactar diretamente na qualidade do serviço prestado na ponta, ao consumidor final”, disse ele.

CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL

O SIMDE vem experimentando um grande crescimento do ponto de vista não só da quantidade. Mas sobretudo da qualidade de seus associados. Hoje, a entidade reúne 108 empresas brasileiras do segmento da Defesa e Segurança, entre elas importantes empresas como Avibras, CBC, Airbus, Condor, Helibras, IMBEL e Saab e Emgepron. Há dois anos, o Sindicato não chegava a 40 empresas associadas.

O presidente do SIMDE, Carlos Erane Aguiar, destaca que a boa interlocução não apenas com órgãos governamentais, mas também empresariais, tais como a FIESP e FIRJAN, ajudaram ao Sindicato a ser reconhecido como entidade representativa do setor. “Trabalhamos muito para construir pontes e derrubar muros, e o resultado está frutificando”, resume Carlos Erane.








VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Fronteiras

Fronteiras

Última atualização 14 AGO, 13:30

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa