COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Defesa

28 de Janeiro, 2016 - 12:20 ( Brasília )

ABIMDE - Assume nova Diretoria

A nova diretoria da ABIMDE, para o triênio 2016-2018, tem como predidente Carlos Frederico Aguiar. Assume para atuar com foco no fortalecimento da BID (Base da Indústria de Defesa) e segurança pública nacional.



A nova diretoria da ABIMDE (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança) tomou posse nesta quarta-feira, dia 27 de janeiro, em cerimônia no Comando do 8º Distrito Naval, na capital paulista. 

Entre as autoridades que prestigiaram o evento e compuseram a mesa estavam presentes a secretária de Produtos de Defesa (SEPROD) do Ministério da Defesa, Perpétua Almeida, a Deputada federal e membro da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN), Jô Moraes, o Deputado Federal e presidente da Frente Parlamentar Mista da Defesa Nacional, Carlos Zarattini e Vice-Almirante Glauco Castilho, Comandante do 8º Distrito Naval.

O Ministro da Defesa Sr Aldo Rebelo, cuja preseça estava prevista, teve compromissos em Brasília, relacionados à ação das Forças Armadas no combate ao mosquito Aedes aegypti (Zika Virus).

Na ocasião, Sami Youssef Hassuani, que esteve à frente da ABIMDE durante os últimos três anos, passou o comando da entidade para Carlos Frederico Queiroz de Aguiar. Hassuani continua como primeiro vice-presidente da entidade.

A nova diretoria assume para conduzir as ações da instituição para o triênio 2016-2018, com foco no fortalecimento da BID (Base da Indústria de Defesa) e segurança pública nacional, ou seja, continuar influenciando políticas de governo e políticas de Estado que assegurem o papel preponderante do setor, entre elas o orçamento impositivo de defesa, efetivar benefícios tributários decorrentes do RETID e continuar trabalhando o conceito de Empresa Estratégica de Defesa.

O novo presidente da ABIMDE apresentou as metas para o triênio e como a organização está se preparando para contribuir para alavancar os negócios do setor, promovendo o crescimento das mais de 220 empresas associadas em um cenário de retração econômica vivido no Brasil. Segundo Aguiar, com a crise econômica mundial, o empresariado deve buscar o caminho da inovação e da criatividade para manter-se competitivo (Nota DefesaNet a íntegra do discurso pode ser accessado em Link).

Para a nova diretoria da ABIMDE, exportar não é apenas uma saída para o atual momento. Exportar é uma das três bases de sustentação do setor: mercado interno, exportação e dualidade (mercado civil).

“Há muito falo sobre a inteligência competitiva de Estado, que é basicamente o Estado colocar, de forma transparente e legítima, seus atores para desempenhar um papel de aumento de participação no mercado global. As grandes potências já fazem isso e precisamos começar dando força e ênfase ao Departamento de Promoção Comercial do MD e do MRE, para que, em conjunto com a ABIMDE, possamos organizar missões e esforços governamentais e empresariais em todo o mundo”, destaca Aguiar.

No âmbito das exportações, a instabilidade mundial provocada pelas ações de terrorismo sinaliza pela necessidade de novos produtos e serviços na área de defesa, tanto para a segurança ostensiva quanto para as ações de inteligência. Com isso, a ABIMDE pretende contribuir para que a indústria nacional conquiste cada vez mais parcerias internacionais, permitindo a exportação de produtos de alto valor agregado.

Já para buscar novas oportunidades no mercado interno, a ABIMDE tem apostado na ampliação das atividades da Diretoria de Relações Institucionais, com a implantação de um escritório em Brasília, com o objetivo de ficar mais próximo do Governo Federal e do Legislativo. 

O presidente lembra ainda que este ano, apesar da instabilidade econômica, a realização dos Jogos Olímpicos no país será de grande oportunidade para a indústria de defesa, não apenas no Rio de Janeiro, mas também em outras capitais que vão receber a competição, que precisarão oferecer segurança aos turistas, atletas e delegações que se deslocarão pelo país.

“Também vamos trabalhar a sustentabilidade do setor de Defesa, que significa executar ações para que a Defesa e a Segurança Pública sejam compreendidas como um valor de nossa cultura. Muito em virtude de nosso passado de paz, a sociedade brasileira em geral não considera o setor com a relevância devida. Mas devemos trabalhar para mudar esse quadro”, conclui o novo presidente.


Confira abaixo os integrantes da nova Diretoria da ABIMDE:

Presidente - Carlos Frederico Queiroz de Aguiar (CONDOR)

1º Vice-Presidente – Sami Youssef Hassuani (AVIBRAS)

Vice-Presidente - Antonio Marco Moraes Barros (CBC)

Vice-Presidente - Sérgio Aita (EMBRAER)

Vice-Presidente - Francisco Antonio M. Laranjeira (EMGEPRON)

Vice-Presidente - Celso José Tiago (IMBEL)

Vice-Presidente - André Amaro da Silveira (ODEBRECHT)

Diretor - Tarcisio Takashi Muta (FUNDAÇÃO EZUTE)

Diretor - Wilson José Romão (LOGITEC)

Diretor - Wagner Campos A. Silva (MECTRON)

Diretor - Astor Lopes Jr. (BRADAR)

Diretor - Leonardo Nogueira (ALTAVE)

CONSELHO FISCAL

Efetivo - Beatriz V.X. da S. Rosa (TAROBÁ)

Efetivo - Nicolau Alves Sebastião (SKM)

Efetivo - Armando M. Repinaldo (LOGSUB)

Suplente - André Nestor Bertin (BCA)

Suplente - Ricardo Albuquerque (SIEMCONSUB)

Suplente - Roberto Gallo (KRYPTUS)


Matéria Relacionada

Discurso de Posse de Carlos Frederico Aguiar na presidência da ABIMDE Link



Outras coberturas especiais


Guerra Hibrida Brasil

Guerra Hibrida Brasil

Última atualização 29 NOV, 22:00

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa