05 de Maio, 2022 - 08:00 ( Brasília )

Aviação

Nota de Falecimentos do Tenentes-Brigadeiro do Ar Cherubim Rosa Filho e Masao Kawanami


Falecimento do Tenente-Brigadeiro do Ar Cherubim Rosa Filho

Oficial-General ingressou na FAB em 1945. Exerceu importantes cargos na FAB e foi Presidente do Superior Tribunal Militar.



A Força Aérea Brasileira (FAB) lamenta informar o falecimento, aos 96 anos, do Tenente-Brigadeiro do Ar Cherubim Rosa Filho, por causas naturais, ocorrido na noite desta segunda-feira (02/05), em Brasília. 

O Tenente-Brigadeiro Cherubim ingressou na FAB em 1945 ao ingressar, como Cadete do Ar e, durante a Segunda Guerra Mundial, ingressou na antiga Escola de Aeronáutica do Campo dos Afonsos, quando foi declarado Aspirante a Oficial Aviador, em 1948, sendo qualificado no Primeiro Grupo de Aviação de Caça na Base Aérea de Santa Cruz (o famoso Senta Púa), no qual foi Aspirante-Estagiário, piloto operacional - Ala Operacional - Comandante de Esquadrilha - Comandante de Esquadrão e principalmente instrutor.

O militar foi ainda, por sua experiência na aviação de caça, escolhido para servir em um dos parques mais importantes da época - o Parque de Material de São Paulo, no Campo de Marte. Foi também, em 1959, como Capitão Aviador, selecionado para, nos Estados Unidos da América (EUA), frequentar os Cursos de Oficial de Suprimento e de Treinamento Integrado da USAF.

E, nos anos 60, foi designado pelo Ministro da Aeronáutica para organizar um curso de Suprimento Técnico na antiga Escola de Oficiais Especialistas da Aeronáutica, em Curitiba (PR) e, quatro anos depois, tornou-se instrutor da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica, na Base Aérea de Cumbica (SP).

Em 1971, foi designado para implantar, em Santa Maria (RS) um núcleo de base que servisse ao desdobramento da Força Aérea no Cone Sul e apoiasse unidades de aviação para Operações Aéreas Especiais. Sendo assim, construiu e organizou a Base, tendo sido o seu primeiro comandante.

O ano de 1979 foi marcante em sua carreira, uma vez que foi promovido a Brigadeiro do Ar e designado para a 1ª Subchefia do Estado - Maior da Aeronáutica (EMAER), onde teve a missão de coordenar os grandes comandos, departamentos e diretorias, a fim de assessorar o Chefe do Estado-Maior nas suas grandes decisões.

Em 1980, já na 2ª Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica (Planejamento Militar), recebeu encargo de estudar e atualizar a doutrina e a estratégia da Força Aérea Brasileira. No início de 1981, é nomeado Comandante da Academia da Força Aérea (AFA), e promovido a Major-Brigadeiro com a designação de ser o Diretor de Administração de Pessoal da Aeronáutica.

Recebeu, ademais, a missão de Comandante do 3º Comando Aéreo Regional, sediado no Rio de Janeiro (RJ) e a qualificação para a Vice - Chefia do EMAER. Outrossim, foi promovido a Tenente-Brigadeiro do Ar e recebeu o cargo de Diretor-Geral do Departamento de Pesquisas e Desenvolvimento.

Cherubim Rosa Filho recebeu 18 condecorações, dentre elas o Mérito Aeronáutico Grande Oficial. Durante a sua vida profissional participou de importantes comissões, como a Lei de Organização Judiciária Militar, atualização do código penal militar (CPM); direito penal militar; direito de guerra; e regimento interno.

Carreira no STM

Rosa Filho ocupou um dos maiores postos do Sistema Judiciário, o cargo de Presidente do Superior Tribunal Militar (STM), entre os anos de 1993 a 1995. Em seu discurso de posse na Presidência desse Tribunal se propôs a uma política pautada pela continuidade administrativa, concluindo a implantação da informática, para que não ocorresse solução de continuidade, e se pudesse abreviar o tempo de operacionalização.

“No que concerne à reorganização administrativa e atualização dos nossos códigos deveremos estar atentos para que as soluções encontradas representem modernização e adequação à Carta Magna de 1988", declarou.

Homenagem de despedida

Será realizado nesta quarta-feira (04/05), no Hangar do Grupo de Transporte Especial (GTE), às 10h, na Capital Federal. Logo em seguida, ocorrerá a cerimônia de cremação reservada aos familiares e amigos.

A FAB manifesta condolências e profundos sentimentos de solidariedade e apoio aos familiares.

-x-

Falecimento do Tenente-Brigadeiro do Ar Masao Kawanami

Oficial-General ingressou na FAB em 1952 e exerceu importantes cargos e funções.



A Força Aérea Brasileira (FAB) lamenta informar o falecimento, aos 86 anos, do Tenente-Brigadeiro do Ar Masao Kawanami, ocorrido nesta segunda-feira (02/05), no Hospital de São José do Rio Preto, no estado de São Paulo. 

O Tenente-Brigadeiro Kawanami ingressou na FAB em março de 1952. Formou-se Aspirante a Oficial em dezembro de 1957 e ocupou importantes cargos e funções: foi fundador e Presidente da Comissão de Nacionalização (COMNA) e 1º Presidente da Comissão Aeronáutica Brasileira em São Paulo (CABSP), atual Centro Logístico da Aeronáutica (CELOG).

Além disso, também foi Presidente da Assessoria de Segurança Operacional do Controle do Espaço Aéreo (ASOCEA), Comandante da Escola Superior de Guerra (ESG) e Diretor da Diretoria de Material Aeronáutico e Bélico do Rio de Janeiro (DIRMAB-RJ).

O velório foi realizado nesta terça-feira (03/05), das 8h às 12h, no Velório Municipal de Nhandeara. Logo em seguida, ocorrerá a cerimônia de sepultamento. 

A FAB manifesta condolências e profundos sentimentos de solidariedade e apoio aos familiares.



ÚLTIMAS

Aviação

MAIS LIDAS